COMO APLICAR A MUSICOTERAPIA NOS AMBIENTES

10votos

 

 

A musica é realmente um presente divino e se aplica muito bem, em qualquer ambiente, a dica é escolher o ritmo certo para cada local adequando o som ao objetivo principal a ser alcançado. Vejamos alguns exemplos:

Um refeitório: Deve-se colocar um ritmo tranqüilo com introduções de percussão suave, pois assim acalma a mente que no meio do dia está muito agitada e deixa o corpo familiarizado com os toques que remetem a cadência do coração e dos ritmos internos estimulando a digestão e trazendo a tranqüilidade e concentração necessárias na hora das refeições.

 

Musicas em ambientes de recuperação (hospitalar): Melodias com sons da natureza, intercalados com musicas de letras alegres e motivadoras e principalmente que sejam bem compreensíveis para que se possa acompanhar a letra e até cantar, pois quem canta literalmente seus males espanta, é valido colocar musicas religiosas mais daquelas bem neutras e não tanto profundas ou chorosas, para não provocar comoção demasiada o que pode remeter a uma tristeza e até depressão, mas as alegres que falem de vida amor esperança.

 

Para ambientes de aprendizado, administrativos e de reuniões: é interessante musicas eruditas orquestradas, pois as notas estimulam varias partes do cérebro melhorando a concentração e a memória.

 

Em ambientes de descompressão ( para relaxar e confraternizar ): Sons da natureza, alternados com as musicas favoritas dos usuários do espaço (deve-se fazer uma coleta de informações sobre suas musicas favoritas que os fazem se bem, para então elaborar uma seleção), pois desta forma eles vão realmente se sentir acolhidos e familiarizados com os sons o que resultará num bem estar equilibrado e numa maior produtividade e motivação.

 

Em ambientes de repouso (quartos ou na hora de dormir): Sons instrumentais com ênfase no piano, instrumentos de sopro e sons da natureza bem suaves.

 

Em ambientes para realização de atividades: Musicas enérgicas em vários ritmos como samba, pop rock e etc… que façam o corpo despertar o movimento e soltar a voz. Com letras alegres e descontraídas que permeie por variados gêneros para que todos se sintam presenteados.

 

Dicas Úteis na utilização da musica como terapia:

– Esteja atento a adequar o volume: a hora do dia; ao ambiente; ao objetivo a ser alcançado; a faixa etária e a atividade.

– Antes de aplicar a musica no ambiente converse com as pessoas que serão alcançadas pelo projeto e explique o motivo pelo qual este projeto será aplicado, qual a finalidade e o objetivo a ser alcançado.

Faça uma entrevista previa com as pessoas circulantes no ambiente onde vai aplicar a musica para fazer uma seleção bem democrática. (pois ouvir sons que não gosta gera um desconforto muito grande e o efeito pode ser negativo, enquanto em meio a uma seleção aceitável ouvir de repente a sua musica favorita soa como um presente do céu.)
 
– Acompanhe todo o processo e colete informações sobre as reações das pessoas com a aplicação da musica no ambiente tipo: como estão se sentindo com a musica, se houve algum fato especial; o que acha da seleção etc… ( esta coleta de informação é preciosa pois irá norteando as inovações e os próximos passos para ampliar cada vez mais o projeto)
 
 
“ Agora é só deixar o som rolar e envolver a todos com sua vibração!”
 
"QUE A FORÇA ESTEJA COM VOCÊS MEUS CAROS AMIGOS!"