A PEDAGOGIA VIVENCIAL HUMANESCENTE

11 votos

PEDAGOGIA VIVENCIAL HUMANESCENTE: PARA SENTIPENSAR OS SETE SABERES NA EDUCAÇÃO

KATIA BRANDÃO CAVALCANTI (Org.)

Do Prefácio: Maria Cândida Moraes – UCB/DF

"Mais do que nunca, é preciso educar o espírito humano para a paz, para o amor, para a justiça, para a compaixão e a solidariedade. Educar para a serenidade e harmonia, condições fundamentais para a sobrevivência da humanidade e para que possamos ter uma sociedade emocionalmente sadia e socialmente justa, engajada e comprometida.
E a quem se interesse por tudo isto, sugerimos que comece a ler esta obra “Pedagogia Vivencial Humanescente: para sentipensar os sete saberes na educação” e a prestar mais atenção ao trabalho desenvolvido pelo grupo Base de Pesquisa Corporeidade e Educação – BACOR, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, liderado pela professora Katia Brandão Cavalcanti. Nela encontrará não apenas sementes de amor, de poesia e de generosidade, mas também um belo trabalho coletivo, produto de diversas pesquisas sobre corporeidade e educação desenvolvidas em seus quinze anos de sua existência.
Cumpre, neste momento, reconhecer a importância desta obra e parabenizar todos os autores que nela estão presentes pela qualidade dos trabalhos aqui apresentados e por sua oportuna organização. As reflexões aqui desenvolvidas, unindo a Pedagogia Vivencial Humanescente para sentipensar a condição humana, são de extrema importância para o desenvolvimento de uma aprendizagem vivencial significativa, nutrida por processos autoecopoiéticos transformadores não apenas das dimensões intelectuais presentes nos processos de construção do conhecimento, mas, sobretudo, da existência humana. Ela nos ajuda a compreender a condição humana no mundo e a condição do mundo no humano que habita este planeta.
Esta obra ajuda a resgatar a consciência da complexidade humana a partir dos aspectos intelectuais nutridos e mediados por uma pedagogia da ternura, da sensibilidade, das histórias de vida e por uma educação nutrida pela ética e pelos valores humanescentes. Ela ajuda a tomar consciência de nossa dimensão humana, de nossa incompletude, dimensão esta acompanhada por uma alma peregrina e errante em busca do sentido da vida.
Uma educação centrada na condição humana requer que o educador esteja se educando a cada momento, a cada instante, conhecendo a si e ao outro, reconhecendo-se e reconhecendo o outro com o qual compartilha este destino comum. Uma educação que nos ajude a conhecer e a reconhecer a natureza humana que é, ao mesmo tempo, sapiens e demens, corporal e espiritual, sensível e violenta, aspectos impossíveis de serem percebidos a partir de uma prática pedagógica tradicional, apoiada em um pensamento reducionista e fragmentador da realidade.
Entre outros aspectos, a relevância desta obra também está no fato de que ela nos recorda que é preciso humanescer, deixar florescer o que o ser humano tem de mais belo, o humano do humano presente dentro de cada um de nós. E sabemos que a educação, sem dúvida, continua sendo a grande ferramenta, o grande instrumento, para esta transformação. Para tanto, ela precisa trabalhar com mais lucidez e competência, ser capaz de trazer luz, de iluminar a consciência humana, individual e coletivamente falando, lembrando que é a natureza auto-reflexiva do ser humano, desenvolvida por uma pedagogia vivencial humanescente, é que possibilitará a evolução e a transcendência do ser aprendente, razão maior de sua existência".

SUMÁRIO – PEDAGOGIA VIVENCIAL HUMANESCENTE

PREFÁCIO
Maria Cândida Moraes – UCB/DF

APRESENTAÇÃO
Katia Brandão Cavalcanti – UFRN

A TEIA DA CORPOREIDADE E A GALÁXIA DOS SETE SABERES TRANSDISCIPLINARES: METÁFORAS QUE REENCANTAM EDUCADORES-PESQUISADORES
Katia Brandão Cavalcanti

PEDAGOGIA VIVENCIAL HUMANESCENTE: EDUCAÇÃO PARA O SENTIPENSAR A CONDIÇÃO HUMANA
Ana Tânia Lopes Sampaio

FORMAÇÃO HUMANESCENTE DE CANTORES-EDUCADORES: CENAS DE BELEZA DO SENTIPENSAR
Artemisa de Andrade e Santos

FORMAÇÃO DE PROFESSORES: SENTIMENTO DE SI PARA O FLUIR HUMANESCENTE
Elen Dóris Barros Carlos de Amorim

VIVÊNCIAS DE LAZER NA ESCOLA: UMA PERSPECTIVA TRANSDISCIPLINAR PARA A AUTOFORMAÇÃO HUMANESCENTE
Lígia Souza de Santana Pereira

ATELIÊ GEOPOIÉTICO: SABERES DA EXPERIENCIALIDADE NO TERRITÓRIO DA FORMAÇÃO HUMANESCENTE
Edileuza de Medeiros Monteiro Roque

DESCOBRINDO A CONDIÇÃO HUMANA NA LUDOPOIESE: UM DESPERTAR PARA A CONSCIÊNCIA DA COMPLEXIDADE HUMANA
Áurea Emilia da Silva Pinto

SABERES E PRÁTICAS HUMANESCENTES NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO EM ESCOLA JUDICIAL
Rita de Cássia Araújo Alves Mendonça

AUTOFORMAÇÃO HUMANESCENTE: A PEDAGOGIA VIVENCIAL DESPERTANDO O SER DA TERRA COMO CONDIÇÃO HUMANA
Narla Sathler Musse de Oliveira

VIVENCIANDO SABERES HUMANESCENTES NA MUSICALIDADE
Maristela de Oliveira Mosca

VIVENDO COM AIDS E O SENTIPENSAR NAS PRÁTICAS CORPORAIS LUDOPOIÉTICAS
Hunaway Albuquerque Galvão de Souza

O CANTO DA POESIA TECENDO OS FIOS DO SENTIPENSAR NA ESCOLA:A AUTOFORMAÇÃO HUMANESCENTE DE ALUNOS E PROFESSORES
Maria das Dôres da Silva Timóteo da Câmara

AMAR E BRINCAR: A PEDAGOGIA VIVENCIAL HUMANESCENTE PARA TRANSCENDER AS CEGUEIRAS PARADIGMÁTICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Evanir de Oliveira Pinheiro

 

Editora CRV – Curitiba/PR

http://www.editoracrv.com.br/index.php?f=departamentos&filtro_nome=HUMANESCENTE&imageField2.x=14&imageField2.y=13