Seminário “Desatando os nós da Rede SUS”

5 votos

Realizamos pelo Comitê Regional de Humanização do Médio Vale do Itajaí, com apoio da Gerência Regional de Saúde (órgão representativo da saúde estadual em SC), numa parceria com os gestores da região e o Hospital Santo Antônio de Blumenau SC o Seminário "Desatando os nós da Rede SUS".

http://www.flickr.com/photos/27623636@N05/2577226157/

Com a importante troca de experiência com o município de Matelândia pela apresentação dos trabalhos realizados na Secretaria Municipal de Saúde de Matelândia PR (região norte, próximo de Foz do Iguaçu) sob a coordenação de Margarete Debértolis os participantes vislumbraram um grande exemplo de que o SUS dá certo, quando gerido na lógica participativa, num fazer coletivo, onde os princípios e diretrizes da PNH são aplicados incansavelmente. Não que não hajam desafios e enfrentamentos importantes, mas testemunhou-se que é  realizável, sem milagres, só com seriedade, trabalho e democracia.
Diversos gestores presentes esclareceram dúvidas, debateram problemas comuns, expuseram seus desafios, juntamente com profissionais de saúde e as diversas instituições já  mencionadas.
Após uma rodada de perguntas à apresentação da convidada, a
programação pautou-se sob o formato de uma mesa redonda, onde gestores municipais do Médio Vale do Itajaí após apresentarem sua estrutura de saúde local e os problemas enfrentados enquanto integrante de uma rede compatilharam suas experiências mais uma vez com Matelândia PR.
Após a fala de cada gestor abriu-se a palavra aos participantes , que mais uma vez colocaram em pauta questões como: carga horária de profissionais de saúde (diferença entre as categorias), relação entre Atenção Básica e Hospitais e Centros de Especialidades, questões inerentes a PPI e as pactuações entre municípios e a qualidade do atendimento, entre outras coisas.
Como encaminhamento ficou a certeza de dar continuidade a este rede de conversação ampliada, além de propostas concretas em relação a planejamento participativo, embasado na escuta do usuário e dos trabalhadores, bem como o apoio nos indicadores epidemiológicos regionais e locais.
Todo o tempo identificamos na fala dos gestores presentes um
reconhecimento da PNH como um ofertamento para encontrar as soluções de muitos problemas  identificados no SUS.
Em sua fala de abertura a Gerente Regional de saúde Maria Regina Souza reiterou seu apoio as ações da humanização na região e a importância da troca de experiências com o município de Matelândia PR.

 Já a coordenadora do grupo de secretários municipais de saúde do Médio vale do Itajaí Cintia Marchi expôs sua
experiência na gestão antes e depois da implantação do dispositivo GTH no município de Rodeio, onde ela é gestora., trabalho este iniciado em 07 de Dezembro de 2007. A partir de ações do GTH Municipal e nas 3 unidades de saúde do município houve uma melhoria ainda não quantificada , mas
já sentida pelo grupo das relações de equipe e com a população durante os atendimentos, em decorrência de um breve  movimento de re-unir, "coletivizar" o fazer em saúde.

  Grande abraço a todos, Patrícia