Síntese dos textos

0votos

CURSO NACIONAL DE POLÍTICA DE HUMANIZAÇÃO

 

ALUNO:         Ivân Reis dos Santos Filho
ATIVIDADE:   Síntese dos textos   MÓDULO: III    DATA: 16/04/2014
TUTORA:       PAULA ROSIMAR ANGELO DE CARVALHO OLIVEIRA

DIREITOS HUMANOS
    No texto do professor e jurista Dalmo de Abreu Dallari a expressão “direitos humanos” é colocada como uma situação de participação  plena da vida,onde a partir do nascimento devemos ter assegurada as mínimas  condições que possibilite-nos receber os benefícios que a vida em sociedade pode proporcionar.A vida é um direito fundamental,bem como a alimentação,a saúde,a moradia o trabalho entre outras.
    As dificuldades para o entendimento e aceitação dessas condições vivenciadas na sociedade, relacionadas aos direitos humanos, se dá quando se ignora o fato de que todas as pessoas são iguais do ponto de vista de seus valores e necessidades. Pessoas como os grupos sociais tem cultura própria,que é resultado de condições naturais ,onde sua individualidade,personalidade,modo próprio de ver e sentir as coisas devem ser considerados.O fato de nós seres humanos sofrermos as influências da educação,formação que recebemos do meio social em que vivemos inibindo nossas práticas e ações no uso dos direitos,torna ainda mais complicado o entendimento naquelas situações em que alguém age de forma contrária ao bem da humanidade,mesmo sabendo que existem punições previstas em lei. Sabemos que a sociedade não está preparada para entender e aceitar que o criminoso ou aquele que praticou o ato anti-social continua sendo uma pessoas humana.
    A ONU  aprovou em 1948 a Declaração dos Direitos Humanos afirmando no artigo 1º  que “todos  os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direito”,chamando atenção para que a humanidade haja com espírito de fraternidade sob a condição de que todos,mesmo os adultos saudáveis  e muito ricos,podem facilmente perceber que não podem dispensar a ajuda constante de muitas pessoas,para conseguirem satisfazer suas necessidades básicas.

         TRÊS TESES EQUIVOCADAS SOBRE OS DIREITOS HUMANOS

    O texto do professor de direito da PUC-SP, Oscar Vilhena faz observação para a associação dos direitos humanos com a defesa do crime ou ao menos do criminoso. Há uma condição para que esse entendimento proceda nos dias de hoje.Historicamente a violência e a criminalidade praticada pelo próprio estado que se achava no direito de punir de forma desumana a população vítima da violência pela exclusão social  ou pela omissão do estado criaram situações conflituosas dentro das camadas menos privilegiadas da população favorecendo a elite da sociedade.
    Atualmente temos ainda os meios de comunicação mostrando situações nas quais o pobre e o negro são os responsáveis pela criminalidade,quando na verdade desde o início da transição da democracia os críticos já faziam  essa ligação da violência  com o estado,afirmando suas práticas convenientes à violência,que os novos governantes que buscavam reformar as instituições e pôr fim às práticas violentas e arbitrárias por parte dos órgãos de segurança,encontravam equipes articuladas para deslegitimar suas ações.Os conservadores discordavam que os direitos deveriam ser estendidos às classes populares e que,qualquer pessoa,independente de sua etnia,gênero,condição social ou mesmo condição de suspeito,ou condenado,deveria ser respeitado como sujeito de direitos.
Prova disso são os movimentos sociais em que saem às ruas em prol das mudanças necessárias para a melhorias das condições sócias da população,e o governo associado aos meios de comunicação investem pesado mostrando tão somente as imagens de quebra-quebra e terror para de alguma forma impressionar e jogar a sociedade contra os movimentos e consequentemente  impedir o avanço e conquista dos objetivos comum de todos.Texto muito interessante mas que pena que não traz novidade alguma,todos nós brasileiros conhecemos e convivemos com essa situação desde o nascimento.Temos governos corruptos e aceitamos sua permanência mesmo sabendo que podemos tirá-lo do poder assim como o colocamos,temos uma justiça injusta e na maioria das vezes cega,temos uma segurança pública falida que não oferece segurança nenhuma,uma qualidade de educação que não precisa falar é só observar os dados mostrados,e por fim digo que tem somente uma saída educação e respeito ao cidadão.Precisamos de oportunidades,de poder prender todos aqueles que contrariam a lei e não somente o que rouba galinhas.