Milena Mery: Qual é a Sua Loucura?

16votos

Ampliando nossos horizontes, Folha de Lírio: O Jornal Virtual da Saúde Mental, entrevista a Terapeuta Ocupacional do CAPS de Indaial-SC

1- Folha de Lírio: O Jornal Virtual da Saúde Mental: Porque você decidiu ser Terapeuta Ocupacional?

R: Milena Mery:Bem minha história com a Terapia Ocupacional foi interessante, eu estava chegando na cidade de Joinville, e uma das primeiras amigas que fiz na cidade me indicou o curso por achar legal!!! E eu gostei do que se tratava e fui me informar mais sobre essa tal Terapia Ocupacional…foi então que me matriculei, comecei a cursar, ameii todas as áreas, mas escolhi seguir a área da psiquiatria…desde o primeiro ano de faculdade já me chamava a atenção essa área psiquiatria, mas é uma pena que nosso curso ainda seja muito voltado para outras áreas….tudo que aprendi de psiquiatria foi por conta de uma professora que tive: Ana Lucia Urbanski que me passou a paixão pela saúde mental.

caps1.jpg

2- (FL): Sabemos que você trabalha no CAPS de Indaial, quais são seus principais desafios  e conquistas neste trabalho?

R: (MM) O grande desafio é construir uma reforma psiquiátrica no cotidiano dos serviços…. digo uma reforma na prática, com tantas dificuldades que temos….temos muitos problemas no nosso serviço e na região da AMMVI (Médio Vale do Itajaí) por conta de precariedade ao atendimento das pessoas com transtornos mentais…..hospitais gerais não dispõe de leitos psiquiátricos em casos de crises, então nosso serviço acaba tendo que se virar para atender de forma eficaz, de modo a não deixar os usuários chegar a um estado de crise de fato…..não é fácil, pois dispomos sempre da equipe mínima, mas com os trabalhos de reabilitação psicossocial acabamos por ter um bom resultado, já que toda nossa equipe possui um bom comprometimento com a saúde pública….e isso consideramos um avanço, já que a maioria da equipe de profissionais é efetiva e se compromete com o usuário que nos procura!
Consideramos também que estamos em uma boa gestão municipal…. não nos falta materiais para grupos e oficinas, temos carro próprio para o serviço e a equipe de trabalho sempre está em constante capacitação.

 

mestrado.jpg
3-(FL): Por falar em capacitação, você está frequentando algum programa de Pós-Graduação atualmente? Como está sendo esta experiência?

R: (MM) Sim, desde que entrei no município de Indaial, eles me possibilitaram muita capacitação, Hj sou especialista em Saúde Mental e Terapia Comunitária, sou supervisora Clínico Institucional pelo Ministério da Saúde, focalizadora em Danças Circulares e agradeço a Prefeitura de Indaial pelas liberação dos meus estudos…. Meu mais novo desafio é Mestrado em Saúde Mental e Atenção Psicossocial na UFSC, onde minha tese será: A contribuição das Danças Circulares para a Saúde Mental. Esta sendo uma experiência bastante densa e rica na mesmo proporção! As discussões são esclarecedoras e provocativas e nos levam a pensar se de fato estamos praticando mudança em nossa rotina diária enquanto profissionais de Saúde Mental.O que é muito interessante é que este curso é um mestrado profissional, o que nos leva sempre a compilar a teoria com a prática, e é isso que me motivou a entrar nessa aventura….

4-(FL): Como foi o Workshop " Qual é a sua Loucura? realizado pelo CAPS de Indaial durante a Semana Nacional de Humanização?

R: (MM)  O Workshop "Qual é a sua loucura?" foi um verdadeiro SUCESSO!! Superou nossas expectativas. Quando a ideia de fazê-lo surgiu, pensávamos em levar ao público participante a ideia de humanização na saúde mental e acredito que conseguimos nosso objetivo. Juntamos nesse encontro usuário de saúde mental, familiares, profissionais das redes de serviços, autoridades, políticos, lideranças comunitárias e não focamos apenas na cidade de Indaial, muitas cidades participaram do evento, como Joinville, Blumenau, Timbó, Brusque, Pomerode, Jaraguá do Sul, Botuverá, Itaiópolis e tantas outras que nos prestigiaram…. focamos no acolhimento, na livre expressão, no reflexão do tema, na interatividade…. este evento foi ARTE pura!!! E por conta do grande resultado positivo, o CAPS de Indaial pretende promover o segundo no ano que vem!!

work.jpg

5-(FL): Existe  algum tipo de parceria entre o CAPS de Indaial e o CAPS Dê-Lírios de Joinville? Como isso funciona?

R: (MM)  Nossos CAPS sempre foram parceiros na luta por uma reforma psiquiátrica legítima, nossos profissionais seguem na mesma linha de atuação procurando prestar o melhor atendimento às pessoas que nos procuram. Nosso CAPS de Indaial busca sempre o melhor processo de cuidado e nos apegamos aos parceiros com os mesmo objetivos, por isso, convidamos o CAPS III Delírios a participar desse evento que é foi um marco na região no que se trata de prestação de cuidado às pessoas com transtornos mentais. Nossa parceria neste workshop foi fantástica, contamos com a presença em massa dos joinvillenses, sendo representados pelo grupo de teatro Delírios em Cena e das Deliretes que alegraram nosso dia. Já participamos da Marcha em Brasília juntos em 2009 e esperamos ter muitas outras histórias em comum para contar!

6-(FL): O que você faz para relaxar e se divertir no seu tempo livre?

R: (MM) Ando com pouco tempo livre por conta dos estudos, mas gosto de viajar para casa da minha família em Tubarão, ficar com meus amigos e dormir muuitooo!!! hueheuehu.

7-(FL): Quais são seus planos e expectativas para o futuro?

R (MM) Meu plano é estudar muito, continuar me especializando na minha área enquanto profissional Terapeuta Ocupacional, mas antes de tudo, pretendo exercer um excelente trabalho na saúde pública. Minha expectativa é contribuir para melhorar o atendimento à saúde mental e mostrar que é possível criar um serviço de qualidade no Sistema Único de Saúde.

indaial.jpg

8-(FL):Tem alguma coisa que você gostaria de dizer e eu não te perguntei?
Que eu me lembre não….heuheuhue…vc é um excelente entrevistador, não é a toa que está a frente do "Folha Delírios", parabéns pelo trabalho Rapha!!

encontre esta matéria e muitos outros conteúdos interessantes acessando Folha de Lírio: O Jornal Virtual da Saúde Mental no endereço eletrônico: www.folhadelirio.com.br