Conselhos de Saúde, Controle Social, Cogestao por um SUS mais Fortalecido

13votos

img_20150401_170953847.jpg

No dia 01 de Abril participei pela primeira vez da Reunião do Conselho Estadual de Saúde que aconteceu no auditório da Escola Valéria Hora,confesso que estou surpreso por tudo o que Vi e ouvi naquela tarde.Fui na verdade para pedir apoio aos conselhos municipais que sofrem para fazer controle social e também para conhecer a realidade dos conselheiros,das suas queixas e inquietações.A reunião teve início na hora marcada com a apresentação dos pontos de pauta: Apreciação e Deliberação sobre a VIII Conferência Nacional de Saúde, Apresentação da temática Dificuldade de Acesso aos Serviços pelo Complexo Regulador de Maceió CORA; Política Nacional de Educação Popular em Saúde no Âmbito do SUS -PNEPS SUS. As circunstâncias da morte da auxiliar de enfermagem que foi encontrada morta no alojamento de descanso do HGE. Infelizmente não participei do quarto ponto de pauta até para saber o encaminhamento da mesa.Enquanto estive lá observei dois momentos de muito empenho por parte dos conselheiros e participantescontribuem parauita simplicicolocandocaram as suas situações em prol do crescimento e desenvolvimento do SUS visando o fortalecimento dos espaços de discussão para a inclusão da sociedade civil organizada. Sobre o primeiro ponto não houve muita discussão até se ensaiou mas a mesa, após a apresentação do documento solicitou aos conselheiros que deixasse para discutir numa reunião extra ordinária visto que demanda tempo e trata se de ajustes e adequações no regimento do evento.Em seguida tivemos a apresentação do segundo ponto solicitado por Maria Edna Bezerra da Silva que juntamente com componentes do MOPS Movimento Popular em Saude de Alagoas Suely, Inês ,Barcelar e sua esposa colocando as situações de dificuldades enfrentadas pela população na busca de tratamentos desde a marcação de consultas e exames até tratamentos de maior complexidade citando doenças como o câncer.Foi muito feliz nas suas colocações e pontuou condições que contribuem para esse cenário de descaso com as vidas por parte dos nossos representantes.Colocou uma situação vivenciada diariamente pela população a peregrinação nas unidades de saúde e setores que estão contratados para realização dos exames,e que é de conhecimento de todos o mercado que trabalha de forma a complementar na assistência do SUS mas que na verdade promovem uma imagem cada vez mais negativa do SUS.Citou que depois de muitas dificuldades em busca de tratamento e assistência teve uma experiência onde acessores de politicos que estão facilitando a realização desse procedimento que deve ser exclusivo da gestão da saúde pelo setor de regulação hoje por conta da descentralização responsabilidades do município. Aqui em Marechal Deodoro não é diferente tivemos uma situacao semelhante onde também discutimos no conselho,oficializamos e levamos ao conhecimento do gestor e ministério publico estamos sem respostas ate o momento. O terceiro ponto a coordenadora do Movimento Popular em Saude Maria Edna Bezerra da Silva apresentou o projeto para a implantação da Política Nacional de Educação Popular em Saúde para fortalecimento das diversas praticas e ciências das comunidades nas suas diversidades culturais. Foi de verdade um momento impar para a construção de um saúde pública de qualidade ver cada conselheiro e cidadão presentes conscientes do seu papel na sociedade, bem como da participação do meio acadêmico na construção e fortalecimento do plano de Saúde SUS.Uma observação é sobre a continuidade desse momento rico para a próxima reunião onde foi colocado por uma conselheira que fosse convidado o Conselho Municipal para apresentar justificativas. Portanto quero dizer da minha satisfação com a forma de como está sendo conduzida a reunião do Conselho Estadual de Saúde.