AGENTE COMUNITÁRIO POR UM DIA OU COMO COLOCAR-SE NO LUGAR DO OUTRO

24votos

Realizar uma ação de apoio matricial para um profissional de uma formação diferente da sua não é tarefa simples. Mesmo que isso ocorra de médico para médico. Como especialista, não posso esperar que meus conhecimentos possam ser aplicados da mesma forma na prática do médico de família por exemplo. Os conhecimentos que tenho de psicanálise não poderiam se aplicar da mesma maneira na realidade do clínico. 

Diante de uma solicitação de apoio da agente comunitária Débora ("o que fazer a mais?"), me percebi numa situação onde tudo que eu pudesse dizer seria baseado naquilo que eu imaginava como o trabalho da agente. Acompanhá-la em seu trabalho, por si só já alteraria o cenário. Uma agente junto com o médico é diferente de uma agente com outro agente. E a solução foi essa. Me vesti como agente, me apresentei como agente, trabalhei como agente.

"O que fazer a mais?"

O "a mais" já estava sendo feito,,,

acs.jpg