Rede de Urgência e Emergência

7votos

A rede de Urgência e Emergência busca acolher aqueles cidadãos com problemas de saúde que necessitam de atendimento imediato, e que, provavelmente o atraso dessa assistência causará agravo na condição do usuário. Para isso eles se organizam em um arranjo composto por:

– Atenção primária: Unidades Básicas de Saúde;

Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e demais serviços 24h;

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU);

– Hospitais voltados ao atendimento de urgências – SOS Emergências.

Esse serviço possui uma ampla gama legal de portarias que são essenciais para o seu devido funcionamento. São elas:

·         Portaria nº 1.601/11 – Contém as diretrizes para regular o funcionamento da UPA 24h e os demais serviços de urgência da Rede de Urgências, baseado na Política Nacional de Atenção às Urgências;

·         Portaria nº 1.600/11 – Estabelece a Rede de Atenção às Urgências no Sistema Único de Saúde;

·         Portaria nº 2.026/11 – Institui diretrizes para a implementação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), bem como da sua central de Regulação Médica;

·         Portaria nº 2.029 – Institui o cuidado em domicílio no SUS.

Para que essa rede realmente funcione é imprescindível que haja uma comunicação entre os serviços, por exemplo, em visita técnica feita ao SAMU-DF pude presenciar que há articulação com o Corpo de Bombeiros, a fim de evitar que em acidentes os dois sejam acionados e encaminhem equipes para o local, nesse sentido eles dialogam entre si e apenas um serviço é enviado ao local.