Atenção Especializada – Como as Redes de Atenção podem potencializa-la

5votos

Gostaria de provocar uma reflexão nas pessoas. Que tal pensarmos em como as Redes de Atenção à Saúde, podem ampliar o acesso à atenção especializada, aperfeiçoar recursos e garantir distribuição dos serviços de saúde.

Antes definimos a Atenção Especializada, que dar-se principalmente pela média e alta complexidade dos serviços de saúde no SUS como procedimentos na área ambulatorial e hospitalar que geralmente são serviços mais complexos, como o sistema de transplante.

Os principais desafios vividos pelos usuários em relação à atenção especializada são:

Filas de espera enormes e procedimentos são de alto custo e os municípios são consegue investir recursos.

Rede de Atenção à Saúde.

A rede de atenção pode ser a salvação para a Atenção Especializada, levando em conta que quando se cria uma rede, você pode ter um município de referência que garantirá a disponibilização da AE para os municípios vizinhos. Vamos imaginar que 10 municípios decidam implantar hospitais terciários nos seus municípios. O Valor de investimento vai ser em estrutura (construção do hospital), contratação de profissionais, compra de equipamentos etc. O que acontece a partir daí muitas vezes faltam profissionais para gerirem esse hospital, equipamentos sem uso por falta de manutenção, baixa demanda e uso em um município e alta demanda em outro,é uma complicação.

Com a rede, esses recursos podem ser otimizados e investidos na construção de um na Rede que seja referência para os municípios. Investe-se também na criação de uma rede de logística para transporte dos usuários e aí os recursos podem ser melhores aproveitados. Consequentemente diminuindo as filas de espera. Em contra partida, todos os municípios da rede, investem na atenção básica como promotora de saúde, evitando que as pessoas adoeçam e também na prevenção de agravos, diagnosticar cedo, tratar e evitar complicações que levam o usuário a necessitar da Atenção Especializada.

Precisamos pensar que investir em construção de grandes centros especializados não é a solução para a melhoria da saúde, é claro que precisamos desses serviços para eventuais agravos, mas pensar somente nele é remediar. A maioria dessas necessidades podem ser prevenidas, ao invés de criar grandes centros cirúrgicos de traumas em cada município, que tal investir na educação dos motorista para que os acidentes diminuam? Ao invés de oferecer mais e mais serviços de tratamento de diabetes e hipertensão, vamos incentivar uma melhor cultura alimentar, redução do sódio, pratica de exercícios físicos, etc. para que as pessoas tenham seu estado agravado. Repito, não é que não devemos ter e ter bons centros especializados, precisamos. Mas vamos intervir na saúde da população diminuindo a necessidade de se recorrer a esses serviços.

Investimento em redes e na atenção básica, é tudo que o SUS precisa pra continuar ofertando serviços de saúde de qualidade, para todos.

Comentem aí embaixo e vamos debater.

AbraSUS 😀