A integração ensino-serviço estimulando o aprender a partir da prática.

11votos

A inserção do acadêmico de medicina no serviço público de saúde desde os anos iniciais da graduação faz parte do processo de ensino-aprendizagem preconizado pelas novas DCN de 2104. Este contato precoce estimula o aprender através dos problemas reais detectados na população assistida, além de favorecer a integração do acadêmico na rotina de trabalho.

A integração ensino-serviço favorece a troca de conhecimentos, agregando valor às atividades desenvolvidas no serviço de saúde. A atividade desenvolvida pelos acadêmicos do terceiro termo do curso de medicina da UNOESTE na ESF Jardim Regina, no município de Presidente Prudente/SP, foi elaborada a partir da detecção do número aumentado de pacientes do grupo HIPERDIA com alteração da função renal.

Os acadêmicos realizaram uma atividade de educação em saúde com os pacientes, explicando através de uma linguagem acessível, o funcionamento dos rins e os principais fatores que afetam o seu funcionamento, além de medidas para a preservação da função renal adequada.

A responsabilização pelos cuidados de saúde da população quando estimulada precocemente favorece uma formação mais humanizada, permitindo que o acadêmico vivencie as mudanças no comportamento dos pacientes por ele estimulado.