a partir de
até

A DESCARACTERIZAÇÃO DA REDE DE CUIDADOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA.

Vejo com preocupação de pessoa com deficiência, enfermeiro de reabilitação, docente, pesquisador e ex-gestor público da área, a descaracterização das diretrizes básicas da Portaria 793/2012, do Ministério da Saúde, que instituiu a Rede de Cuidados da Pessoa com Deficiência (RCPCD), no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Entre as diretrizes definidas no Artigo 2º […]

O RECORRENTE BATE CABEÇAS NAS UNIDADES DE PRONTO ATENDIMENTO.

Após algumas versões da Portaria Ministerial que criou as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), em 2011, conforme dispõe a Portaria nº 104, de 15 de Janeiro de 2014, foram redefinidas as diretrizes para implantação e funcionamento dessas unidades, inclusive, do conjunto de serviços de urgência 24 horas não hospitalares da Rede de Atenção às Urgências […]

ENFERMAGEM: Da necessidade do estar junto ao retorno injusto e imediato da culpa.

Uma das maiores forças de trabalho no Brasil, concentrando mais de 2 milhões de trabalhadores, 75% da mão de obra em saúde, atuando nos mais diversos cenários da sociedade brasileira, a Enfermagem, embora prevaleça consenso da população sobre o papel fundamental dos seus profissionais quando as pessoas dela mais necessitam, pelo contrário, a primeira categoria […]

INTEGRALIDADE NA REDE DE CUIDADOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

RESUMO: Objetivo: analisar as implicações da Rede de Cuidados da Pessoa com Deficiência no âmbito do Sistema Único de Saúde. Método: trata-se de um estudo de reflexão pautado nas políticas e literatura recente relacionada ao tema. Resultados: as mudanças estruturais alteram o fluxo de atendimentos, bem como apontam competências para os profissionais que atuam nos […]

A INTEGRALIDADE DA ASSISTÊNCIA À SAÚDE NA ATENÇÃO BÁSICA.

É sempre preocupante qualquer notícia que envolva risco de a parcela majoritária e mais pobre da população brasileira fique ainda mais desassistida em suas necessidades de saúde. A divulgação de que o Programa Mais Médicos, lançado pelo governo Dilma, em 2013, foi suspenso por decisão unilateral do governo cubano, em decorrência de exigências protocolares do […]

SAÚDE DOENTE & SOCIEDADE SEM RUMO

Contrariamente ao vivenciado nos anos de 1970 aos 1990, quando o trabalhar em hospitais públicos era prazeroso não apenas pelo status que os cargos conferiam aos profissionais, mas, pela qualidade dos serviços oferecidos e farta disposição de materiais, insumos, equipamentos, comida, medicamentos. A realidade de hoje nos assusta pela falta de tudo, inclusive comida e […]

A FASE DE RECONSTRUÇÃO PARA O VIVER NA DEFICIÊNCIA ADQUIRIDA.

Após superar cada uma das três fases da deficiência adquirida (negação, repercussão e ajustamento), vivenciadas não necessariamente na mesma ordem, dadas características singulares de cada ser humano, ao alcançar a fase de reconstrução, a pessoa já demonstra ter aceitado suas limitações físicas e/ou sensoriais. Porém, sabiamente desenvolvendo consciência de que não adianta tentar mudar o […]

DESAFIOS NOS ENFRENTAMENTOS DO VIVER COM DEFICIÊNCIA ADQUIRIDA

Como vivência singular de dimensão inalcançável em sua totalidade para demais pessoas, a deficiência adquirida, seja física, visual, auditiva, intelectual ou psicossocial, impõe mudanças radicais no estilo de vida de quem a vivencie, trazendo a reboque inúmeras barreiras a serem superadas por gente grande. Quando nos acomete, a primeira reação é sempre de negação, impacto […]

ACESSIBILIDADE EM DEBATE: DANDO VOZ À SOCIEDADE.

Muito se precisa aprender com quem vive o dia a dia no enfrentamento das barreiras que dificultam o viver em plenitude de direitos e inclusão na nossa sociedade. Por melhor intencionadas que possam ser as interpretações de quem não as vivenciam, sempre haverá margens para julgamentos imprecisos de seus aspectos objetivos e subjetivos. Ocorre que, […]

POTENCIAIS AMEAÇAS ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE, REABILITAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA.

Como se estivessem noutro país, ou mesmo noutro planeta, maioria dos congressistas brasileiros apenas delibera pautas adversas aos pleitos e anseios da maioria da população, hoje, absolutamente penalizada pelo desemprego e desserviços públicos básicos, porém, reféns do que decidem suas lideranças partidárias, notadamente corporativistas. As evidências das amarguras vividas pela população, particularmente, pelas camadas mais […]

O COTIDIANO NA PERSPECTIVA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

SUMÁRIO – SAÚDE e REABILITAÇÃO: sintonia necessária. – QUESTÕES DE ACESSIBILIDADE e MOBILIDADE URBANA. – EDUCAÇÃO, CIDADANIA E INCLUSÃO SOCIAL. – SAÚDE DO IDOSO E RELAÇÃO COM A DEFICIÊNCIA. – COMUNICAÇÃO, LEI DE COTAS E INCLUSÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA MERCADO DE TRABALHO. – TURISMO INACESSÍVEL: (D)EFICIENTE TAMBÉM VIAJA. – NUANCES DA GESTÃO PÚBLICA E […]

A SUBJUGAÇÃO DA SAÚDE DO IDOSO E DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Que me desculpem, caso esteja sendo importuno, mas, carecemos de informações das lideranças políticas que, atualmente, assumiram a gestão executiva e legislativa da Cidade de Três Rios, sobre questões de extrema relevância para idosos, pessoas com deficiência, seus familiares e pessoas significativas. Não compreendo razões para tamanho descuidado para com avanços nos últimos oito anos, […]

ATENDIMENTOS DE LESÃO DE PLEXO BRAQUIAL EM RECÉM-NASCIDOS E GINÁSTICA ARTÍSTICA NO MESMO AMBIENTE: Incongruências.

Nos últimos oito anos, a gestão pública de Centro Especializado de Reabilitação, em Três Rios, Centro Sul Fluminense, independente dos arranjos para acolher crianças com microcefalia, chamou-me atenção para o alto índice de recém-nascidos admitidos na unidade com histórico de lesão de plexo braquial, o que requer implemento de estratégias de intervenção precoce de reabilitação, […]

IMPASSES DESNECESSÁRIOS NO ATENDIMENTO/CUIDADO DOMICILIAR E MOBILIDADE URBANA DOS IDOSOS.

É perfeitamente compreensível do ponto de vista organizacional que mudanças nas estruturas administrativas municipais requeiram esforços da população, aceitando pontuais descompassos no funcionamento de serviços básicos de saúde e planejamento urbano. Contudo, serviços e atendimentos básicos de saúde devem ser agilizados, considerando que as famílias ficam ainda mais fragilizadas em tempos de recessão e crise […]

DE DEMOCRACIA REPRESENTATIVA À PARTICIPATIVA: A SAÚDE COLOCADA EM PLANO SECUNDÁRIO.

  Não é admissível tanta perda de tempo e energia dos nossos representantes da classe política, tratando de questões tipicamente relacionadas aos seus próprios descaminhos, enquanto a saúde pública amarga falta de tudo, e mais um pouco. O sistema público de saúde brasileiro experimenta a mais grave crise desde a sua criação, mas não constitui […]

RELAÇÃO ENTRE CALÇADAS MAL CONSERVADAS E INCIDÊNCIA DE QUEDAS DOS IDOSOS.

É inevitável a associação dos elevados índices de quedas dos idosos, vitimados pelos muitos buracos, desníveis, degraus, postes, andaimes, etc., presentes nas calçadas dos municípios brasileiros, com o aumento injustificável e prejudicial das despesas hospitalares pagas pelo Erário. Uma contradição em tempos de crise do financiamento público. Quando gestores públicos têm de economizar até no […]

Referência e contrarreferência entre os serviços de reabilitação física da pessoa com deficiência: a (des)articulação na microrregião Centro-Sul Fluminense, Rio de Janeiro, Brasil.

MAIS UMA CONTRIBUIÇÃO PARA MELHOR COMPREENDER QUESTÕES DA REDE DE CUIDADOS DA PcD. Artigo publicado na Revista Physis Saúde Coletiva Confira em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312016000301033&lng=pt&nrm=iso

EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA PÚBLICA NO COTIDIANO DO BRASILEIRO.

Considerados parâmetros de equilíbrio nas sociedades desenvolvidas, a educação de boa qualidade, excelência na oferta e estrutura de serviços públicos de saúde, além de confiável organização das estratégias de segurança pública, respaldam indicadores de qualidade de vida com admiráveis índices de desenvolvimento humano. São também princípios básicos que determinam a sensação de bem-estar nos membros […]

SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE E REABILITAÇÃO EM ANO ELEITORAL

É de domínio público que em momentos que antecedem mudanças nos rumos das gestões públicas nas três esferas de governo, no Brasil, a tendência é que prevaleçam mantidos programas que serviram de referência para as administrações em curso, por entender que sem eles a sociedade seria prejudicada no concernente aos atendimentos às maiores necessidades da […]

INTEGRAÇÃO OU INCLUSÃO? Significados e implicações político-sociais.

Muitos julgam ser desnecessário se preocupar com a colocação de uma ou outra palavra nos discursos e/ou documentos oficiais, sem se atentar com o que uma palavra mal colocada possa veicular no ponto de vista hermenêutico. Tanto no caso do uso na linguagem verbal quanto na elaboração de documentos oficiais, há que se refletir sobre […]

TRIAGENS DE PESSOAS COM LESÃO MEDULAR PARA ACESSO AOS PROGRAMAS ESPECIALIZADOS EM REABILITAÇÃO.

A lesão medular é um dos eventos mais impactantes na vida do ser humano, pois afeta tanto o sujeito envolvido quanto o binômio família/cuidador. Ocasiona déficit motor e sensitivo abaixo do nível da lesão e requer um processo de cuidado mais sensível e mais atento às necessidades individuais. Resultantes de traumas que incluem ferimentos por […]

BARREIRAS NO COTIDIANO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA: Reflexos da não adesão à reabilitação.

A Convenção das Nações Unidas sobre Direitos da Pessoa com Deficiência reconhece que a deficiência é um conceito em evolução e que resulta da interação entre pessoas com deficiência e os ambientes a elas inadequados. As barreiras também decorrem das atitudes que impedem a plena e efetiva participação dessas pessoas na sociedade em igualdade de […]

COMUNICAÇÃO COM SURDOS NO BRASIL: O (des)compasso entre prática e discurso.

Embora estejamos no terceiro milênio, vivendo em país signatário da Convenção das Nações Unidas sobre Direitos da Pessoa com Deficiência (PcD), inclusive tendo-a sancionada através de Decreto presidencial, a comunidade surda brasileira ainda amarga absoluta exclusão do direito à comunicação e informações de relevante interesse para toda a população. Basta que paremos para observar que […]

TRIAGENS DA REABILITAÇÃO INTELECTUAL: Reuniões semanais da equipe para traçar diretrizes terapêuticas intersetoriais.

Após passar pela avaliação individual de cada profissional envolvido no Programa de Reabilitação oferecido pelo Centro Especializado de Reabilitação – CER II – Planeta Vida, Unidade pública Municipal, consoante com o disposto na Portaria 793/2012, do Ministério da Saúde, as reuniões de equipe servem para detecção de questões que emergem para intervenção objetiva da equipe. […]

SETE ANOS DE PLANETA VIDA: Modelo e referência de gestão pública municipal.

Efeitos da crise financeira que o setor público amarga nos três últimos anos impediram comemorações, como gostaríamos de fazer, alusivas ao sétimo aniversário do Planeta Vida. Não importa, se não tenhamos realizado festejos, marcados por eventos pomposos, como em tempos de vacas gordas. De fato, o que mais importa é vermos nos olhos dos usuários […]

FALTA DE ACESSIBILIDADE EM SERVIÇOS DE SAÚDE: Desatenção, omissão ou preconceito?

  Não há o que se compare ao que sentimos quando diante da falta de acessibilidade nos serviços de saúde onde pretendíamos atendimentos como os prestados às demais pessoas, sem deficiência. É muito constrangedora a exposição que nos impõem barreiras arquitetônicas resultantes de projetos de engenharia e arquitetura destoantes do preconizado pelas normas técnicas de […]

REABILITAÇÃO INTELECTUAL E NUANCES DO AUTISMO

Houve tempo em que a ocorrência de comportamento introspectivo, reservado, não participativo, divergente do observado na maioria das crianças da família, era suficiente para rotulações e motivos para muitas preocupações dos pais quanto ao futuro e socialização dos autistas. Quem já contabiliza mais de sessenta primaveras pode facilmente se recordar dos personagens andantes da nossa […]

REDE CEGONHA E GESTANTES COM DEFICIÊNCIA

  Como gestor público municipal de pasta específica para políticas inclusivas junto às pessoas com deficiência, articulador da Rede de Cuidados da Pessoa com Deficiência no Centro Sul Fluminense, chamo atenção para a desarticulação entre as redes de cuidados do Sistema Único de Saúde, que, deveriam primar pela conjunção de esforços para atender a todos […]

REUNIÃO DE EQUIPE DO CENTRO ESPECIALIZADO DE REABILITAÇÃO: Definindo o que melhor se pode oferecer para usuários e seus familiares.

  CENTRO ESPECIALIZADO DE RERABILITAÇÃO FÍSICA E INTELECTUAL – CER II – PLANETA VIDA – TRÊS RIOS/RJ Equipe de reabilitação intelectual reunida após triagem de crianças, adolescentes e adultos com deficiência intelectual. Busca-se o compartilhamento das perspectivas terapêuticas de cada área específica, ocasião em que emergem aspectos importantes a serem atendidos, acompanhados e avaliados pela […]

SOFRIMENTO HUMANO EM GESTÃO PÚBLICA DE SAÚDE DEFICITÁRIA.

  Sem menor intenção de parecer semeador de cizânia, ao contrário, persistente na busca de harmonia que viabilize acesso à saúde e o bem-estar de todos, particularmente, de pessoas de menores posses materiais, não posso omitir descontentamento diante do atual estado caótico da saúde pública no Brasil. O amadorismo persistente nas administrações públicas do setor […]