Chá das Gestantes: Um vínculo entre a Equipe e a Comunidade

9 votos

Chá das Gestantes

 

Trabalho há 7 anos em Saúde Pública na cidade de Jaú, interior de São Paulo e gostaria de compartilhar com vocês uma experiência positiva que tive recentemente.

Gosto bastante de trabalhar com gestantes e percebi a baixa adesão delas aos Encontros de Saúde. Juntei a característica da comunidade em que trabalho, onde a realidade é de pessoas, em sua grande maioria, carentes e a vontade de fazer algo para as “gravidinhas’ da área.

Com ajuda de amigos e da Equipe de trabalho (Enfermeiras, Técnicas de Enfermagem, Agentes Comunitárias de Saúde, Agente de Limpeza, Auxiliar Administrativo), consegui arrecadar produtos de higiene pessoal para entregar a essas gestantes, para terem o básico para levar até a maternidade no dia do parto. Montamos kits contendo itens como: creme dental, escova de dente, sabonetes, shampoo, cotonete e absorvente.

Só o kit não estava bom, eu queria algo mais. Conversei com algumas mães e percebi que nenhuma teve a oportunidade de fazer um chá (seja de fraldas, bebê, revelação); como o foco eram as gestantes, resolvi em parceria com a Equipe montar um CHÁ DAS GESTANTES. Algo exclusivo para elas!

Agendei um encontro com as gestantes, sem contar o que aconteceria. Como convidada para o encontro, tivemos a participação da Enfermeira Claudete Ferreira, que faz parte da Maternidade da Santa Casa de Jaú, e veio falar um pouco sobre os mitos do parto. Após a palestra educativa a revelação do chá para as mães…

Ver o semblante delas em se sentir acolhida e especial dentro de uma realidade tão distante foi uma experiência singular, que me motivou a querer fazer mais.

Das 30 gestantes que acompanhamos na Unidade, tivemos a presença de 14 no encontro e um pedido geral de todas (as que participaram e as que não conseguiram ir) para mais Encontros.