O Parto e Suas Expectativas

13votos

Referência do artigo: “Enfermagem na Cena do Parto.”
Autores do artigo: Rita de Cássia Calfa Vieira Gramacho e Rita de Cássia Velozo da Silva
Caderno HumanizaSUS, volume 4 – Humanização do parto e do nascimento
Autores da resenha: Amilton Gonçalves Schir e Bruna Myllena Lopes Ribeiro

Quando se fala em parto humanizado, a referência é sobre um atendimento rodeado de cuidados por uma equipe multiprofissional, informações de procedimentos que irão ser realizados à parturiente, enfim garantir cuidados especiais à mãe, onde ela possa ter sua voz ativa perante as várias decisões que irão ser tomadas no parto. Podendo ser um momento único ou não de sua vida, que mesmo não sendo esse o primeiro e único deve-se propiciar a ela respeito e acima de tudo tratá-la com dignidade.

A realidade é que atualmente a parturiente carece de informações do que ela teria direito ou não perante a gravidez. Muitas vezes a equipe de enfermagem opta pelo prático, aumentando o número de cesáreas no Brasil, essas que além de fazer as parturientes desprovidas de autonomia, geram gastos desnecessários. Entretanto os autores ressaltam também que não se devem virar as costas para as tecnologias e os avanços da saúde, pois esses são de grande relevância para a proteção e saúde da mãe/bebê, principalmente em questões relacionadas ao caminho patológico.

O parto humanizado, não se enquadra somente à hora do parto, mas como um todo, onde planejamos um cuidado desde os exames, os acompanhamentos médicos e toda uma estrutura de cuidados antes e após o nascimento sejam em uma gravidez de risco ou não. É momento do parto que os laços maternos entre mãe e bebê se fortalecem, sendo assim um compromisso do enfermeiro ou profissional responsável, dar todo o suporte psíquico e emocional na hora do parto normal que, todavia poder ser também com a ajuda do pai (ou convidado a participar do parto) sendo dele assim um direito, que muitas vezes não é concedido.

A reflexão desse artigo trata sobre como a hospitalização do cenário do parto causa também aspectos negativos, e busca através da humanização com a ajuda da equipe de saúde/enfermagem, um parto que envolva esse processo de contato, autonomia, e simbolização à parturiente.