Estudante do curso médico orientando a escolha de via de parto para gestantes de uma ESF de SP.

14 votos

  • Estudantes do Curso Médico da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) são inseridos em sete Estratégias Saúde da Família (ESFs), nos municípios de Presidente Prudente e Álvares Machado, no interior do estado de São Paulo.
    Facilitadores utilizam a Metodologia Ativa da Problematização para estimular a criação de Planos de Ação, a partir da Epidemiologia de cada território adscrito às ESFs.
    Na ESF Humberto Salvador, os estudantes organizaram uma Roda de Conversa com as Gestantes, com a finalidade de orientar o processo de escolha da via de parto.
    Os acadêmicos consideraram que, de acordo com o modelo de atenção para o parto vigente em nosso país, atualmente mais
    da metade das crianças brasileiras nasce pela via abdominal. Este índice chega à alarmante cifra de 80%, na rede de saúde suplementar, atingindo proporções acima do recomendado pela Organização Mundial de Saúde, que é de 10 a 15%.
    Faciliadores consideraram que fatores socioculturais e aqueles relacionados ao modelo de parto, além de subestimar os riscos associados à operação cesárea, são preocupantes. Estudantes explicaram às futuras mamães que, quando comparada ao parto normal, a chance de morbidade materna severa aumenta duas vezes
    entre mulheres submetidas à cesariana intraparto e 2,3 vezes
    em caso de cesárea eletiva.
    Acadêmicos consideraram que existem evidências de que os bebês nascidos pela via abdominal têm um risco aumentado de problemas relacionados às características da imunidade e do metabolismo. Facilitadores também consideraram que causas de
    óbito materno por síndrome hipertensiva e infecção podem
    estar associadas à realização de cesariana.
    As gestantes participantes consideraram com positiva a ação de Promoção à Saúde executada na Sala de Espera da ESF.

Referências:
Cada parto é uma história: processo de escolha da via de parto. Disponível em:
https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://www.scielo.br/pdf/reben/v71s3/pt_0034-7167-reben-71-s3-1228.pdf&ved=2ahUKEwiw77m3xdfhAhWCB9QKHbRsAqkQFjABegQIBBAB&usg=AOvVaw03_2g8L06pY6bMt4umsK7K
Consulta em 17 04 2019 às 12h 32min.