Estudantes de Medicina da UNOESTE levam Outubro Rosa para Zona Rural de Presidente Prudente.

12 votos

 

Cuidar efetivamente de pessoas, com qualidade na zona rural, é um desafio para a parceria Academia/Serviço, estabelecida entre a Faculdade de Medicina da UNOESTE e a Secretaria de Saúde do Município de Presidente Prudente.

A Faculdade de Medicina da Universidade do Oeste Paulista insere seus estudantes desde o primeiro ano, como membros da Equipe Interprofissional de 5 ESFs de Presidente Prudente.

Os Facilitadores utilizam Metodologias Ativas como a Problematização para estimular a criação de Planos de Ação, de acordo com as Necessidades de Saúde percebidas pela Equipe da ESF no território adscrito à Unidade de Saúde. Um dos Planos de Ação se voltou para a população da área rural ligada à ESF do Jardim Morada do Sol, naquela cidade.

Os estudantes, sob a supervisão da Facilitadora, organizaram uma Roda de Conversa no Campo para divulgação da Campanha do Outubro Rosa.

A população que mora em área rural tem suas particularidades no seu “modo de andar a vida” e na forma de estabelecer um cuidado com a sua saúde e dos seus familiares. As linhas de cuidados para essas pessoas e famílias devem ampliar a escuta para narrativas de valores, crenças e hábitos que são arrastados dentro das gerações, colaborando para a sua identidade.

Com a ajuda do Arco de Maguerez, os estudantes conseguiram entender, no movimento da Ação-Reflexão e da Nova Ação, que as pessoas que residem na zona rural têm condições de saúde, de acordo com resultados de muitos estudos, mais precária quando comparada à população urbana.

O Facilitador chamou a atenção para as evidências relacionadas ao acesso limitado aos serviços de saúde, para a fragilidade do saneamento ambiental e para a qualidade dos serviços de saúde existentes no campo e na floresta, em termos de Brasil.

Estudantes refletiram e compreenderam que o processo saúde-doença necessita da articulação entre o sistema de saúde e a família, inserida na ESF, principalmente nas áreas rurais.

Os serviços precisam ser ampliados por meio da promoção à saúde e da prevenção de doenças para que a Equipe Interprofissional da ESF possa organizar linhas de cuidado
mais apropriadas para a população rural.

A equipe da ESF do Jardim Morada do Sol organizou um trabalho de visitas para a população residente na zona rural da ESF de acordo com uma base epidemiológica, demográfica e social buscando conhecer os princípios que fundamentam as práticas da educação e da promoção em saúde, a fim de que essas sejam compreendidas e revisitadas muitas vezes no decorrer do trabalho dos Servidores e estudantes do Curso Médico da UNOESTE.

Estudantes consideraram, a partir de suas buscas, que a população rural no Brasil é de 29,37 milhões de pessoas, de acordo com a Pesquisa Nacional por
Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE,
2010). Esta base de dados consta do ano de 2011 e mostra que a população residente em área rural corresponde a 15%
da população total que reside no País, correspondente a 195,24 milhões de pessoas. Cerca de 16% da população brasileira reside em áreas rurais e pouco menos
da metade (46,7%), dela, vive em extrema pobreza, a outra parte (55,3%) situa-se em áreas
urbanas, onde reside a maior parte da população, 84,4%, de acordo com o IBGE, em 2011.

Os trabalhadores da Equipe de Saúde da Família atuantes em áreas rurais trabalham com vários desafios para poderem realizar completamente suas funções. E Existem especificidades para a realização desse trabalho, sendo indispensável conhecer suas características afim de que sejam criadas situações apropriadas para se entender as informações a serem transmitidas e organizar mudanças, que levem em consideração as diferenças encontradas naquele meio e as diversas possibilidades de atuação da equipe de Saúde da Família.

Os participantes consideraram como positiva a execução do Plano de Ação relacionado à criação de ambientes saudáveis para a comunidade rural adscrita ao território da ESF do Jardim Morada do Sol em Presidente Prudente, SP.

Referências:

DESAFIOS NO TRABALHO DA ENFERMAGEM NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM ÁREA RURAL: REVISÃO INTEGRATIVA. Disponível em http://www.seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/35628 Acesso em 06 10 2018 às 13h 53min