Estudantes de Medicina realizam ação de Educação em Saúde na sala de espera de uma ESF paulista.

8votos

A Faculdade de Medicina da UNOESTE insere os seus estudantes como membros das Equipes Interprofissionais de sete ESFs localizadas na região da Alta Sorocabana, no interior de SP. Os Facilitadores utilizam Metodologias Ativas como a Problematização para criar Planos de Ação com a finalidade de criar ambientes saudáveis no território de saúde adscrito às Unidades de Saúde.
Um dos Planos de Ação, que emergiu de sugestões colhidas nas reuniões de equipe pelos acadêmicos, esteve relacionada ao Eixo proposto pelo MEC, por meio das DCNs 2014, denominado: “Educação em Saúde”.
Os estudantes, orientados pelos facilitadores, realizaram uma roda de conversa, com usuários do SUS, na sala de espera da ESF, com foco na Política de Atenção Integral à Saúde da Criança, relacionada ao desengasgue, no caso de asfixia por aspiração de corpo estranho.
Após a realização da ação os acadêmicos refletiram sobre a Roda de Conversa, com os membros da equipe e com os facilitadores.
Consideraram que, dentre as ações a serem realizadas em uma ESF, aquelas relacionadas à educação em saúde se constituem em uma orientação para criar atitudes geradoras de mudanças. Essa ação pró ativa surge em razão do trabalho em equipe, vivenciado pelos estudantes no cotidiano da Unidade de Saúde. A Problematização procura produzir ações que levem a uma transformação no quadro de saúde da população.
Facilitadores salientaram que a Educação em Saúde está ligada ao conceito de
Promoção à Saúde, pois se liga a processos que sugerem a participação da comunidade no contexto de sua vida diária. Dessa maneira não são ações que envolvem apenas as pessoas que estão sob o risco de adoecer. Pelo contrário, envolvem a ideia de saúde relacionada a um estado positivo, em movimento, que procura o bem estar das pessoas. Este estado de “estar bem” integralmente alberga aspectos biológicos, ambientais e emocionais-sociais.
Ações de Educação em Saúde devem estar associadas às práticas de Criação de Ambientes Saudáveis. As Políticas Públicas na área da Atenção Básica em Saúde apoiam essa “dobradinha”. Os entes Federais, Estaduais e Municipais, com a finalidade de cumprir preceitos constitucionais, de acordo com a Lei Orgânica da Saúde, desenvolvem parcerias com as Instituições de Ensino Superior responsáveis por formar os futuros Profissionais de Saúde para o Brasil.
Os participantes consideraram como positiva a ação de Promoção à Saúde desenvolvida no Território da ESF São Pedro, no município de Presidente Prudente, SP.

Referências:

Promovendo educação em saúde na sala de espera
das Unidades de saúde: relato de experiência.
Disponível em:
https://www.google.com/url?sa= t&source=web&rct=j&url=http:// www.renome.unimontes.br/index. php/renome/article/view/97& ved=2ahUKEwiaj_ 6mqKfdAhWKE5AKHcnNBZEQFjAAegQI BRAB&usg= AOvVaw2W9MUblps6JrXKGNDwWpgt
Consulta em 06 09 2018 às 18h 32min.