Estudantes do Curso Médico abordam consumo de drogas com crianças em ação intersetorial no Programa Saúde na Escola em dois municípios do interior paulista.

9votos

O consumo das drogas ilegais, geralmente é um assunto que fica longe da realidade das crianças, mas os estudantes do Curso de Medicina da UNOESTE, utilizando a Metodologia da Problematização, entenderam que é importante organizar Rodas de Conversa com os pequenos usuários do SUS, no Programa Saúde na Escola, a respeito dos riscos do uso de substâncias químicas, ressaltando produtos visíveis no dia-a-dia das crianças, como remédios, cigarros, produtos de limpeza e bebidas alcoólicas.

O Plano de Ação emergiu dos Ciclos Pedagógicos, que ocorrem mensalmente em 7 Estratégias Saúde da Família, nos municípios de Presidente Prudente e Álvares Machado, no interior paulista.

A escola pública foi considerada pelos Facilitadores do Programa de Aproximação Progressiva à Prática (PAPP) e pelos estudantes do Curso Médico, como espaço para sensibilizar e construir potenciais preventivos, por meio de Rodas de Conversa, além da disseminação de projetos de prevenção e
promoção da saúde.

O estímulo à criação de ambientes saudáveis torna os educadores e os escolares como protagonistas das ações que vão além do eixo da Atenção Individual, Coletiva e da Educação em Saúde, propostos pelas Diretrizes Curriculares Nacionais de 2014, para o Curso Médico.

Os participantes avaliaram como positiva a ação de Promoção à Saúde desenvolvida nos territórios das Estratégias Saúde da Família em duas cidades que firmaram parcerias entre suas Secretarias de Saúde e o PAPP/UNOESTE.

 

Referências:
CADERNOS DE
ATENÇÃO BÁSICA. Saúde na Escola. Disponível em : http://dab.saude.gov.br/portaldab/pse.php Consulta em 27 06 2018, às 23h 30min.