Estudantes do Curso Médico auxiliando família de idoso do território da ESF a ressignificar relações

9 votos

 

 

 

A FAMEPP/UNOESTE insere os estudantes do Curso Médico, desde o primeiro termo, em sete ESFs dos Municípios de Presidente Prudente e Álvares Machado como membros das Equipes Interdisciplinares. Os Facilitadores utilizam a Metodologia Ativa da Problematização para criar Planos de Ação a serem aplicados nos territórios de Saúde, agindo para criar ambientes saudáveis para as comunidades locais. Um dos Planos de Ação aplicados no semestre 2 de 2018, na ESF Maria Maia, do Município de Álvares Machado, esteve relacionado à Terapia Familiar. Profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) local, deram suporte à iniciativa de aplicar a Terapia Familiar dentro da aplicação da Linha de Cuidados à Pessoa Idosa na ESF. Os estudantes, orientados pelo Facilitador, verificaram, por meio da aplicação da Escala de Coelho, em Reunião de Equipe, quais eram os idosos mais vulneráveis existentes no território. Após identificarem os idosos, selecionaram aqueles que moravam sozinhos. Agendaram, a partir daí, reuniões com familiares dos usuários do SUS. A terapia familiar aparece em torno da década de 50 e pode ser adaptada para inaugurar uma nova maneira de pensar e fazer uma relação entre a Equipe de Saúde e o usuário do Sistema Único de Saúde na ESF. A ideia está alicerçada na teoria geral dos sistemas e na teoria da comunicação. As abordagens trazem a concepção de família como um sistema, guiado por regras fundamentadas por regras com o propósito de manter o equilíbrio de seu funcionamento.
Os familiares do idoso foram alertados em relação à necessidade de uma dieta adequada às necessidades do idoso e também sobre a importância do uso adequado das medicações para tratamento do Diabetes e da Hipertensão Arterial Sistêmica. A abordagem levou em consideração a Clínica Ampliada com fundamentação no Projeto Terapêutico Singular.
Após o encontro de subjetividades os estudantes fizeram uma reunião com a equipe da ESF e com o Facilitador, aplicando o Arco de Maguerez (Ação-Reflexão-Nova-Ação). Os participantes consideraram como positiva a Ação de Promoção à Saúde executada no território da ESF.

Referências:
Terapia familiar como um espaço de ressignificação das relações. Disponível em:
https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php%3Fscript%3Dsci_arttext%26pid%3DS1679-494X2017000100011&ved=2ahUKEwjB9sTalujdAhVHUJAKHVxfCLAQFjADegQICBAB&usg=AOvVaw0wkrVqy9R0mcTG1zlFjlOS
Consulta em 02 10 2018 às 13h 29min.