Estudantes do Curso Médico realizam atividade de Educação em Saúde para a criação de ambientes saudáveis relacionada à Saúde do Sono no território da ESF em um município do interior paulista

8votos

A Faculdade de Medicina da UNOESTE utiliza a problematização nos Ciclos Pedagógicos mensais para transformar a realidade em saúde de comunidades adscritas às ESFs nas quais seus estudantes se inserem como membros das equipes multidisciplinares. Um dos planos de ação criados com a ajuda de facilitadores do Programa de Aproximação Progressiva à Prática (PAPP) alertou os usuários do SUS para a importância da Higiene do Sono. O grupo de pessoas da comunidade participante foi composto por usuários do SUS que faziam tratamento para hipertensão e diabetes na ESF.

Podemos chamar de higiene do sono a alguns hábitos salutares, que nos ajudam a obter melhora da qualidade e quantidade do sono. Algumas orientações foram divulgadas aos participantes, a saber: Manter um horário regular para dormir e acordar; ficar na cama somente o necessário para dormir, evitar ler ou assistir TV no quarto; manter o ambiente do quarto fresco, arejado, silencioso e escuro na hora de dormir; evitar bebidas estimulantes, tais como: café, chá mate ou preto, chocolates e alcoólicos após as 17 hs; utilizar medicamentos para dormir somente com orientação e acompanhamento médico; evitar a realização de exercício físico logo antes de dormir, de preferência 4 hs antes de deitar; relaxar a mente e o corpo após jantar que deve ser uma refeição leve; resolver problemas durante o dia e nunca levá-los para pensar quando for dormir; evitar cochilar ou dormir durante o dia; conhecer e controlar seu estado emocional, pois ele pode afetar negativamente seu sono.

Os estudantes explicaram aos presentes, de maneira lúdica, que a boa quantidade e qualidade do sono são importantes para boa forma física e mental. Explanaram que se ocorrem situações que os usuários mesmo seguindo essas orientações ainda apresentarem dificuldades no sono, deverão procurar avaliação médica na ESF. Se houver necessidade, poderá ser indicado tratamento medicamentoso ou terapias adequadas a cada situação.

Os participantes avaliaram como produtiva a ação de Educação em Saúde que emergiu da metodologia de ensino e aprendizagem denominada Problematização.

Os estudantes se reuniram com a equipe da ESF após a realização do plano de ação para repartir os resultados alcançados e buscaram novas sugestões para Rodas de Conversa com a Comunidade local.

Referências:

Introdução da higiene do sono na UBS Terezinha Maria Moreira, Caucaia-CE.