“Estudantes médicos realizam testes de acuidade visual em escolares da zona rural no interior de SP”

16 votos

Os estudantes do 3º termo do Curso de Medicina da Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) realizaram uma ação de Atenção à Saúde Coletiva no dia 24 de abril de 2019, na Escola Estadual João Alfredo da Silva, localizada no Distrito Rural de Eneida, município de Presidente Prudente, na região Oeste do estado de São Paulo. Os acadêmicos entenderam que seria importante a criação de ambientes saudáveis no território da Estratégia Saúde da Família (ESF) na qual são inseridos desde o termo 1, estimulados pela Metodologia Ativa de Ensino e Aprendizagem denominada Problematização.
A Ação Intersetorial foi criada a partir dos Ciclos Pedagógicos que ocorrem com frequência mensal, com potencial de melhorar a qualidade de vida das pessoas que residem no território de Saúde adscrito à Estratégia Saúde da Família (ESF). Os estudantes do Programa de Aproximação Progressiva à Prática (PAPP/UNOESTE) se inserem nas ESFs do município, como membros das Equipes Interdisciplinares por meio de uma parceria entre Academia e Serviço (UNOESTE/Secretaria Municipal de Saúde de Presidente Prudente). O Plano de Ação foi realizado em um “dia de campo”, isto é, em um dia de atividades práticas, extra-muros da Instituição de Ensino Superior, no qual a Equipe teve como objetivo detectar e diagnosticar de forma precoce doenças como a catarata congênita, estrabismo e miopia em escolares, moradores da zona rural, com a finalidade de encaminhá-los para tratamento médico na idade ideal. O projeto de Acuidade Visual chega ao distrito por meio de uma parceria entre o Banco de Olhos Maria Sesti Barbosa, ligado à Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente, o Lions Clube Presidente Prudente, a Diretoria de Ensino da Região de Presidente Prudente e a Faculdade de Medicina da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista). Participaram do atendimento do Projeto da Acuidade Visual os escolares do sexto ano do Ensino Fundamental de Presidente Prudente, na Escola Estadual do Distrito Rural. A ação está alicerçada na Lei 8.080/90, e observa os princípios da Universalidade, Integralidade, Equidade e Descentralização. Acadêmicos do Curso Médico entenderam que a comunidade, localizada no Distrito Rural de Eneida, está mais afastada do centro de serviços em saúde de Presidente Prudente e por isso enfrenta limites de acesso em cuidados para todas as faixas etárias, inclusive as crianças. Dessa maneira, coube à Secretaria Municipal de Saúde apoiar a ação de Promoção à saúde coletiva, já que é um direito do cidadão o acesso aos serviços de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), sem restrições e custo; o atendimento integral à saúde voltada para a promoção, prevenção e recuperação, de atenção integral e de forma individual, coletiva em todos níveis de complexidade; e, por último, a garantia de disponibilização de recursos e serviços com justiça, de acordo com as necessidades de cada um, tratando diferentemente os diferentes para atingir a igualdade de acordo com as necessidades de saúde de cada grupo. A ação obteve muito êxito e os participantes, escolares e coordenadores da Escola Municipal, envolvidos, a avaliaram positivamente, já que é imprescindível ter uma boa visão para desempenhar com excelência as atividades escolares e, caso a visão não esteja saudável, é inquestionável a necessidade de detectar e diagnosticar de forma precoce a limitação referida, notificando o pai ou responsável pelo adolescente e encaminhá-lo ao profissional da área.
Após o término da Ação de Criação de Ambientes Saudáveis, realizada em um território rural, ligado à ESF, os Facilitadores utilizaram o Arco de Maguerez (Ação – Reflexão – Nova Ação) para envolver os membros da Equipe da ESF nos resultados encontrados e na programação de novos Planos de Ação, de acordo com as Necessidades de Saúde das pessoas que residem na área adscrita à ESF.

 

Referências:
Avaliação da acuidade visual em
escolares do ensino fundamental.
Disponível em:
https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://www.scielo.br/pdf/rbof/v78n1/0034-7280-rbof-78-01-0037.pdf&ved=2ahUKEwjbtuqjoPHhAhWyLLkGHQ2qBD4QFjABegQIBBAB&usg=AOvVaw0lcIEaZ3yuFJxz-aO_03-Y
Acesso em 27 04 2019 às 18h 52min.