HumanizaSUS – Implantação do Acolhimento com Classificação de Risco, HCSC – Jataí/GO

5votos

Para humanizar ainda mais o atendimento à comunidade, a Prefeitura irá implantar, a partir de  1º de fevereiro, no Hospital das Clínicas, o mesmo atendimento da UPA: o “Acolhimento com Classificação de Risco por Cores” e com isso, casos mais graves serão priorizados.

Esse sistema, estabelecido na Inglaterra em 1994, por um grupo de profissionais especializados em triagem já é utilizado no Brasil desde 2008.

O acolhimento com classificação de risco consiste na realização de um atendimento prévio, a chamada triagem, oportunidade em que são considerados sinais e sintomas apresentados pelo paciente e ainda, em que são verificados sinais vitais como pressão, batimentos cardíacos e glicemia para então, atribuir uma cor ao paciente que corresponde à prioridade que terá no atendimento e consequentemente, ao tempo que terá que esperar.

Neste contexto, os pacientes serão classificados em quatro cores:

• vermelho – indica que o paciente deve receber atendimento imediato (emergência)
• amarelo – indica que o paciente deve receber atendimento rápido (urgência)
• verde – indica que o paciente pode aguardar um pouco por atendimento (caso de pouca urgência)
• azul – indica que o paciente pode ser atendido numa Unidade Básica de Saúde (caso não urgente)

Após essa triagem, a depender de suas classificações, os pacientes serão encaminhados ao atendimento médico no hospital ou terão suas consultas agendadas numa UBS.
Unidades Básicas de Saúde (UBS): Promoção da saúde e prevenção de doenças e suas complicações.

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) oferecem à comunidade, entre outros benefícios, o acompanhamento de hipertensos, diabéticos, adolescentes, mulheres, homens, idosos, crianças e grávidas. Realizam exames de prevenção de câncer de colo de útero e exames para o dignóstico de hanseníase e tuberculose e consultas e tratamentos odontológicos para bebês, crianças, jovens e adultos e, ainda, acompanhamento preventivo odontológico nas escolas.

Nas UBSs, também são realizadas consultas médicas e de enfermagem, aplicação de vacinas, inalação, curativos, retirada de pontos e outros pequenos procedimentos, além de ser possível verificar a glicemia, a pressão arterial, realizar pesagem e conseguir preservativos de forma gratuita. Nessas unidades, a população ainda recebe informações sobre várias doenças e participa de grupos de educação em saúde. É através das UBS que são realizadas visitas domiciliares com médico, enfermeiro e agente comunitário de saúde.

Nas Unidades Básicas de Saúde o atendimento pode ser realizado com hora marcada e com um médico da família que passa a conhecer o histórico do paciente. É nesses locais que se busca a prevenção e o tratamento de doenças e ainda, o bem estar de toda a família. (FONTE: PMJ/DECON)