I Encontro do Grupo Executivo Estadual – GEE da Política de Humanização da Saúde do Estado do Ceará.

8votos

No dia 14 de Dezembro de 2017, a Coordenação Estadual de Humanização – CEH vinculada à Coordenadoria de Gestão da Educação Permanente em Saúde – CGEPS/SESA, realizou o primeiro encontro do Grupo Executivo Estadual – GEE da SESA da Política de Humanização do SUS no Estado do Ceará. O encontro ocorreu na sala de reunião da CGEPS, contando com a participação dos membros da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará – SESA, Christiano Fiúza assessor técnico da Coordenação Estadual de Humanização (CEH/CGEPS), Eymard Bezerra (CGEPS), Ivina Siqueira (CGEPS/NUVEN), Paula Amaral estagiária de psicologia(CGEPS), Maria Silva Alves (CEREST), Edna Colângelo (COPAS), Francisco Antônio de Oliveira (COAFI), Ana Caroline Nogueira (ADINS), Ieda Prata (CGTES), Maria Ercelina Cavalcante (NUAP) e Aline Teles (NUSAM).

As atividades foram iniciadas com um primeiro momento de acolhida, seguida da apresentação da equipe responsável pela Política de Humanização do Estado e da programação do Encontro.

Os trabalhos começaram com uma atividade em que os membros do GEE puderam problematizar a sua participação e o seu conhecimento a respeito do histórico da política de Humanização no Estado. Foram abordadas questões sobre da criação do SUS e o caminho que a SESA já havia percorrido sobre o tema da humanização, relatando um episódio de grande importância, que foi a elaboração e a publicação da Portaria nº 206/2103 que institui a Políticas de Humanização do Estado. Assim, foi destacado o percurso da equipe do NUVEN, que é responsável pela criação da Política Estadual de Humanização – PEH, reforçando a necessidade do empenho para se alcançar os objetivos propostos.

O encontro prosseguiu com uma discussão a respeito da execução do Projeto, em que foi destacado o termo de cooperação entre a SESA e o Ministério da Saúde no sentido de trabalhar as portas de entrada no SUS por meio da Diretriz do Acolhimento. Foi discutido a partir disso, como as portas de entradas do Hospital São José e demais unidades da rede SESA, são locais estratégicos, que determinam todo o percurso do paciente nos serviços de saúde. Foi colocado então, que o Grupo Executivo Estadual teria como função portanto, ajudar a gerir esse processo do Acolhimento no Hospital São José. No caso essa gestão teria como objetivo principal, deliberar, monitorar e avaliar a implantação e implementação do AcolheSUS no referido hospital.

Foi dado continuidade ao evento com uma apresentação midiática sobre o projeto, realizada, contemplando os aspectos, as diretrizes, os objetivos e as responsabilidades dos envolvidos, concernentes ao Projeto AcolheSUS. Assim, foi explicado que primeiramente será aplicada uma Matriz Diagnóstica no Hospital São José (campo de atuação do projeto), que servirá de base para a produção de um Plano de trabalho, seguido por sua execução. Foi destacada também a importância da constituição de mecanismos de avaliação e de monitoramento de todo esse processo.

Dessa forma, a reunião se encerrou com a formalização do GEE, com cada participante verbalizando de que maneira poderia estar contribuindo com o projeto a partir de seu lugar de gestão. Nesse sentido os participantes se mostraram bastante comprometidos com o projeto como um todo, destacando a importância e a potencialidade que o trabalho com a Humanização tem no âmbito do SUS.