Morador de rua é classificado com 97,5% de acertos em concurso público

9votos

O CAPS AD III criou um projeto de nome “Intelecto Mania” que consiste em preparar os pacientes para provas de concursos públicos.

Segundo o educador físico Alex Figueira, o idealizador do projeto, foi preciso todo um planejamento de estudo e aprendizagem sobre o conteúdo programático do edital do concurso e do perfil intelectual dos pacientes para que esse projeto tivesse eficiência. Esse planejamento consistiu em preparar todo o material didático extraídos dos sites na internet, organizá-los em uma melhor ordem de assimilação, com aulas teórico-práticas, também foram aplicadas técnicas de coaching para trabalhar motivação, organização e comportamento, aplicando tarefas diárias e também provas de outros concursos como simulados para se familiarizarem com as provas. Outra estratégia relevante foi aplicar gritos de guerra no final das aulas com frases de afirmações positivas como “Eu sou inteligente” e “Eu vou passar no concurso”, movendo dessa forma a engrenagem da psique humana elevando o nível da consciência.

Esse processo foi desde a isenção da taxa de inscrição com apoio da assistente social da unidade, até as últimas orientações na véspera da prova. Toda a equipe do CAPS AD III se mobilizou para que esse projeto desse certo.

“Usei da seguinte estratégia, depositei na mente de cada um deles a chave essencial para um bom desempenho, acreditar que uma vaga era daquele que mais se esforçasse, pois eles estavam em vantagem por terem o suporte oferecido pelo nosso curso”, relatou o educador físico Alex Figueira.

Almejo  que ações como  essa tragam melhorias para os pacientes, tirando o foco das ruas e das drogas.

Dra Débora Witter Rocha Tiezzi