Palhaçoterapia como desenvolver o trabalho em Hospitais

5votos

Muitas vezes uma maquiagem simples e com poucas cores podem dar um ar ainda mais charmoso ao clown, além de serem rápidas de se fazer, poupando tempo. No Clown, a maquiagem tem como objetivo maximizar as expressões e possíveis características cômicas do rosto dos atores. Para o trabalho em hospital existem algumas limitações, uma vez que a situação do público alvo é mais delicada, gerando a necessidade de maquiagens mais suaves e maior atenção no uso das cores. O Rosto de um Clown não precisa, obrigatoriamente, ser todo branco.

A maquiagem do Clown deve ter como objetivo a suavidade e gerar menor temor das crianças hospitalizadas que possuem medo de palhaço. No hospital, deve-se evitar excesso de cores fortes na maquiagem, uma vez que esta maquiagem pode gerar efeito negativo sobre os pacientes. Além disto, deve se evitar maquiagens com ar se fúnebre e melancólico.

A utilização de cores berrantes e fortes em grandes extensões do rosto podem prejudicar seu ato e dificultar a aceitação do clown pelas crianças, principalmente as mais novas. Cores mais fortes costumam ter ótimo efeito quando são aplicadas em pequenos detalhes, trazendo vida a maquiagem sem que possam amedrontar as crianças internadas nos hospitais.

O desenho da sobrancelha pode mudar completamente a feição de um clown, pode dar-lhe um ar de turrão, zangado, medroso, tímido ou fracassado. Assim como a boca, ela pode ser exagerada, suprimida e não precisam manter a mesmo a uniformidade, podendo maximizar expressões.

Excesso de cores e de efeitos não querem dizer, obrigatoriamente, que a maquiagem é bonita e pode ser bem utilizada. Também podem servir para maximizar características como o tamanho da testa ou mesmo calvície. No entanto, quanto utilizadas com cores fortes deve-se ter cuidado em relação ao tamanho.

Perucas podem ser utilizadas, mas deve-se ter atenção a colocação em relação a vivacidade das cores. A roupa, acessórios e maquiagem devem ser facilitadores da comicidade e não podem dificultar o contato com as crianças.

A maquiagem da boca pode ter os lábios desenhados das mais variáveis formas e cores. Os lábios inferiores e superiores podem ser tanto exagerados como suprimidos, sempre levando em conta as características da pessoa maquiada e os efeitos desejados. É importante analisar o efeito que a maquiagem gerará na expressão do clown, e não apenas fatores estéticos. Uma boca de boneca pode deixar um personagem simpático com aparência oposta a personalidade.

Para complementar, é sempre bom ressaltar que a maquiagem é a apresentação do palhaço, então, em conjunto com a roupa, formam a primeira impressão que a criança hospitalizada tem do palhaço. Quanto mais suave os dois forem, menor será a rejeição inicial do palhaço por parte das crianças mais tímidas ou com medo de palhaço. No entanto, essa maquiagem tem que estar de acordo com a personalidade do palhaço.

Texto: Laís Freire

Foto: Arquivo Pessoal