Prevenção a Acidentes de Trabalho

7votos

Em comemoração ao Dia Nacional de Prevenção a Acidentes de Trabalho comemorado nesta sexta-feira, 27, de Julho o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, realizou atividades de conscientização da importância da segurança do trabalho. Além de entregar panfletos e conversar com motoristas e pessoas que circulavam no Calçadão de São Miguel do Oeste, os membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) percorreram o Hospital e relembraram os colaboradores das principais formas de prevenir acidentes no trabalho.

O atendimento hospitalar está em segundo lugar no ranking das atividades com maior número de acidentes em Santa Catarina. “Foram 9.851 acidentes em hospitais comunicados ao Ministério do Trabalhoem 2017”, lembra o Supervisor de Segurança do Trabalho do Hospital Regional, André Zanella Back.

No Hospital Regional de São Miguel do Oeste, em 2017 foram 40 acidentes comunicados ao Ministério do Trabalho. Deste total, 27 foram envolvendo contato com material biológico e perfuro cortantes, 09 acidentes típicos (quedas, cortes, queimaduras) e 04 de doenças do trabalho. “Estamos trabalhando para a redução deste número e já percebemos reflexo, pois até julho deste ano, tivemos 13 casos registrados”, informa o supervisor.

Dados de acidente de trabalho

– Os acidentes de trabalho no País já causaram a morte de 653 pessoas em 2018;

– Em 2018 foram registrados 184.519 acidentes de trabalho, consideradas as notificações feitas até 27 de abril. Entre os casos mais comuns estão os cortes, lacerações, fraturas, contusões, esmagamentos e amputações;

– Santa Catarina registrou, em 2017, 46 mil acidentes laborais, o que equivale a um acidente a cada 20 minutos;

– O Estado catarinense também registrou 154 mortes no ano passado, ou seja, uma morte a cada 3 dias;

– A cada 5 horas, uma pessoa fica inválida em Santa Catarina, vítima de acidente de trabalho.

orientação sobre prevenção de acidentes