Tag » alternativas à medicalização

“O bebê obrigou a psicanálise a ir para a Pólis”- Wagner Ranna

  Mesa 1 do evento RISCO PSÍQUICO E DETECÇÃO PRECOCE DO AUTISMO: UMA QUESTÃO CONTROVERSA EM PSICANÁLISE   A RHS atualiza a sua vocação de ágora aberta às questões candentes no campo da saúde ao dar novamente visibilidade a alguns dos registros das proposições em torno da Lei 13.438/17. A recente promulgação provocou uma saudável […]

Desmedicalizando a infância

Helena Rego Monteiro, doutora em Psicologia e membro do Fórum sobre a Medicalização da Educação e da Sociedade, fala sobre o fenômeno da medicalização da vida por intermédio do aumento indiscriminado de diagnósticos, tratamentos e medicamentos. Mariana Nogueira Pande, psicóloga e doutora em Saúde Pública e Camilla Oliveira, psicóloga do Proinape (5ª CRE) também são […]

Lei 13.438/2017: Posicionamento do Ministério da Saúde e Consenso Após a Reunião de Alinhamento

  Desde o meio de 2017 o Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade vem discutindo os impactos da lei 13.438/2017. A celeridade com que a lei foi aprovada, pegando ativistas de surpresa, merece outro post. Entretanto, após ação do Fórum em protocolar ofício criticando a legislação e aprovar notas em eventos importantes da área […]

II Colóquio IBDCRIA-ABMP – Medicalização da Infância e Juventude

II Coloquio IBDCRIA-ABMP Medicalizacao da Inf. e Juventude O Instituto Brasileiro de Direito da Criança e do Adolescente convida para o II COLÓQUIO IBDCRIA-ABMP DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE no dia 27 de outubro de 2017. MEDICALIZAÇÃO DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE: CONTROLE SOCIAL OU GARANTIA DE DIREITOS? UM DEBATE SOCIO-JURÍDICO. DATA: 27/10/2017 […]

Riscos da lei 13.438/2017: riscos para as crianças e para o SUS

  O Despatologiza chama a atenção para a lei 13.438, sancionada por Michel Temer em abril de 2017, que obriga o estado brasileiro a avaliar risco psíquico em TODOS os bebês de 0 a 18 meses. Divulgamos um texto contendo análise crítica e algumas proposições para o problema em questão. Este texto estará aberto para […]

I Encontro Natureza e ( des ) Medicalização: Educação, Saúde Mental e Cidadania

O Fórum sobre a Medicalização da Educação e da Sociedade, o Instituto de Psicologia da USP, o Instituto Árvores Vivas e outros organizadores convidam para este encontro-celebração entre saúde e natureza. 14 de setembro de 2017 – quinta-feira Cerimônia de Abertura – 9 às 10h Representantes dos organizadores e apoiadores: GT Natureza do Fórum sobre […]

RODA DE DIÁLOGO: INTERVENÇÃO SOBRE A CRISE PSICÓTICA NO TERRITÓRIO

              Gostaria de compartilhar com os companheiros desta rede minha experiência, neste ano infelizmente interrompida, no manejo da crise psicótica realizada em Jaraguá do Sul, SC.               Há pelo menos duas décadas profissionais finlandeses vêm atuando sobre a crise psicótica através da abordagem […]

INSCRIÇÕES ABERTAS! I Mostra “Práticas no Fórum”: Partilhando experiências em desmedicalização

Não exijam da política que ela restabeleça os “direitos” do indivíduo tal como a filosofia os definiu. O indivíduo é produto do poder. O que é preciso é “desindividualizar” pela multiplicação e o deslocamento, o agenciamento de combinações diferentes. O grupo não deve ser o liame orgânico que une indivíduos hierarquizados, mas um constante gerador […]

Clínica de Uma Vida: estilhaços de educação e (m) saúde

  “O projeto de construir um mapa imagético dos últimos cem anos, de uma história sem palavras, sobre a medicalização da vida, vagou no pensamento do Sr. W. por uns 15 anos. O tempo, como sempre, era curto. Aulas. Seminários. Correções. Viagens. Projetos da Universidade. Bancas. Ao pensar em sua aposentadoria, com seus setenta anos, […]

infâncias roubadas

A infância contemporânea tem sido objeto de estudo e de práticas das  disciplinas científicas e de saberes os mais variados. Pode-se dizer que nunca foi tão esquadrinhada em todos os aspectos como hoje. Saberes supostamente consolidados no campo vêm sendo interrogados por conta da rápida mutação dos parâmetros que lhe davam suporte para o entendimento. […]