Teoria e Prática na PNAISC. Preparando estudantes médicos para Atenção Domiciliar na ESF.

13 votos

A UNOESTE (Universidade do Oeste Paulista) insere os estudantes do Curso Médico em 7 Estratégias Saúde da Família desde o primeiro termo do Curso. Os Acadêmicos fazem parte das Equipes Interdisciplinares das Unidades de Saúde graças a uma parceria firmada entre a Universidade e as Secretarias de Saúde dos Municípios de Presidente Prudente e Álvares Machado.

No início do semestre letivo, os Facilitadores entenderam que seria importante utilizar o Laboratório de Habilidades e Simulação (Lhabsim) da UNOESTE, para unir Teoria e Prática na Atenção Integral à Saúde da Criança.

A Atenção Domiciliar Materno-Infantil está ligada ao binômio mãe–filho tratando-se de uma estratégia que pode ser complementar ao atendimento Hospitalar, realizada no período pós parto imediato. Os Facilitadores salientaram que o vínculo materno–neonato é muito importante nesse período crítico, e pode favorecer o aleitamento materno e a vivência da  maternidade, interrompidas pela hospitalização especialmente do recém-nascido.

Esse cuidado de Atenção Domiciliar é direcionado, em especial, a neonatos com indicação de fototerapia, prematuros e/ou de muito  baixo peso, que necessitem de antibioticoterapia venosa e de terapia respiratória não invasiva, além de cuidados  a lactentes com deficit neurológico, traqueostomizados ou gastrostomizados.

Para  a mãe, as indicações de Atenção Domiciliar referem-se a complicações do parto, tais como a infecção puerperal e as complicações de pós-operatório. Os docentes também chamaram a atenção dos Acadêmicos do Curso Médico para complicações físicas que podem ocorrer, como por exemplo: Agravamento de infecções puerperais. Desidratação neonatal (se em fototerapia). Dificuldade de acesso venoso (neonato). Desmame precoce. Aspiração. As complicações específicas dos quadros correlatos foram sugeridas para aprofundamento dos interessados. Também foram levantados temas como: Depressão pós-parto.
Rejeição ao neonato. Estresse do cuidador. Custo financeiro e social da implementação da PNAISC (Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança).

Os participantes avaliaram como positiva a capacitação pré Visita Domiciliar aos recém-nascidos no território das ESFs no interior paulista.

 

 

Referências:
Caderno de Atenção Domiciliar. Disponível em: https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderno_atencao_domiciliar_melhor_casa.pdf&ved=2ahUKEwjVnISe6rbgAhV_HbkGHbTGBrMQFjAPegQIARAB&usg=AOvVaw3t4YP5r5WKUlMRIi4ChYCg. Consulta em 12 02 2019 às 17h 03min.