Teve bolo e guaraná e muitos sorrisos 5 anos grupo Voluntarização

5votos

Na última quinta-feira (12), no salão de eventos da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP), foi um momento de muita comemoração, o grupo Voluntarização completou  5 anos de trabalho. Esse projeto de ensino que envolve acadêmicos, usuários do Sus e profissionais de diversas áreas  como a própria coordenadora que após o acolhimento, à um paciente internado no hospital Santa Casa do Pará, que quis retribuir o atendimento humanizado à Dra. Clévia Luz de Matos, que hoje coordena o grupo, o sr. Zelito dos Anjos Nascimento incentivou seu filho a ser o primeiro Voluntário, culminando hoje no maior grupo de humanização do Estado do Pará.

A festa foi recheada de muita alegria e descontração envolvendo a emoção de todos aqueles que fazem parte deste grupo, estiveram presentes Dra. Chinthya Pires (Presidente em exercício da FSCMPA), Família Esteves representado por Master Coach e Paulo Cezar Esteves, Prof. Sérgio Menezes do Projeto Papo Reto, Dra. Heloisa Guimarães Secretária Adjunta de Saúde do Estado do Pará, Márcio Pop representando os amigos solidários do Pará e grupo Humanação todos parceiros do grupo Voluntarização.

Era impossível não se sentir acolhido no meio de tantos jovens, que tem como missão executar um atendimento mais humanizado a todos aqueles que precisam de atenção. E no meio de toda essa agitação, teve apresentação dos cantores Claudio Victor Luz e a dupla Victor e João Paulo, animando a turma com muito sertanejo, sorteio de bicicleta doadas por nossos parceiros da Família  Esteves e Dra. Heloisa Guimarães. Tivemos a participação dos Dj’s  Ruano e Paulinho- Ruano Produção, animando os participantes e parceiros do grupo, que também receberam Menção Honrosa em nome da Presidência do Comitê de Humanização da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP), por desenvolverem ações lúdico- educativas e campanhas solidárias, demostrando sensibilidade às causas humanas, contribuindo na produção de saúde, no acolhimento e humanização.

“Acredita-se que o processo de humanização perpassa pela melhoria das práticas do cuidar, estando ele comprometido com a ética, respeito, diálogo e o fomento da autonomia tanto dos usuários quanto dos servidores. É preciso investir na valorização do papel que cada um desempenha, independente da categoria profissional fico muito contente em ver o grupo Voluntarização completar 5 anos de atuação dentro do Hospital”. Disse Cinthya Pires Presidente em exercício da Fundação Santa casa de Misericórdia.

Dra. Clévia Luz de Matos agradeceu a cada um dos voluntários, parceiros e amigos e desejou que essa data venha se repetir por muitos e muitos mais anos transformando a vida de todos que tem contato com esse projeto.

 

Texto: Laís Freire

Fotos: Laís Freire