Erasmo Ruiz

Membro desde: 19/02/2008   |   3416 VOTOS

Interesses:

Humanização, Psicologia Social, Tanatologia, Psicologia Aplicada à Saúde. Atualmente estudo de que forma grupos de trabalhadores que lidam diretamente com a morte e o morrer constróem suas identidades em função do lugar da morte no trabalho. Gosto de literatura, arte e música clássica, principalmente a barroca. Sou Professor da Universidade Estadual do Ceará, militante sindical e um estudioso e admirador da obra de Antònio Gramsci. Além das graduações de Enfermagem, Serviço Social e Medicina, dou aulas nos programas de Pós Graduação em Educação (UFC), no Mestrado Acadêmico de Saúde Pública e no Mestrado Acadêmico de Políticas Públicas, ambos da UECE.

Formação:

Psicólogo pela USP-Ribeirão Preto

Mestre em Educação: UNiversidade Federal de São Carlos

Doutor em Educação: Universidade Federal do Ceará

Não Li e Gostei: Livro Compartilha Experiência com Pacientes em Vulnerabilidade Extrema

Diante de situações que rotulam os pacientes como "terminais" é comum que profissionais de saúde digam: "Não há mais nada a fazer". Essa expressão terrível acaba por chancelar formas de abandono além de sinalizar para a inadequação da formação recebida no campo da saúde, que enfatiza as ações tidas como terapêuticas e subvaloriza o cuidar. […]

O Preconceito Nosso de Cada Dia Nos Tire Hoje

O pais está em meio ao que se convencionou chamar de "Guerra Cultural". A frente de batalha mais visível é o complexo conjunto de discussões em torno dos direitos das pessoas homossexuais. Mas escaramuças importantes reverberam também sobre a ampliação do direito à prática do aborto legal, questões bioéticas no final da vida (legalização da […]

Cães e Gatos No Albert Einstein

Muito interessante  notícia publicada hoje na "Folha de São Paulo" sobre a visita de animais a seus donos no Hospital Albert Einstein! Alguns paradigmas em saúde precisam ser quebrados. Estabelecem regras com base em situações e conhecimentos que perderam o sentido de sua abrangência original. Por exemplo. A ideia de assepsia levada às últimas consequências […]

Páscoa, Cinema e Liberdade

Era abril de 1971 ou 1972…não consigo me lembrar ao certo. Com pouco menos de 10 anos já adorava cinema, não propriamente o que uma criança deveria assistir. Achava os desenhos animados muito chatos. A fórmula “desenho musical” não me atraia. Alias o gênero musical sempre me pareceu uma coisa estranha, afinal, a gente não  […]

SANTA MARIA: Dor, Náusea e Afeto

Nos últimos dias o país foi tomado pela dor…dor  absoluta…nauseante…. dor triste que emana das cinzas de Santa Maria. Assaltados pela perplexidade, gradualmente somos informados das histórias de vida e morte. Pequenos gestos de grandeza absoluta. Atos de heroísmo anônimo. Coincidências que produzem a tentação de se acreditar no destino, telefonemas que salvaram vidas, convites […]

São Paulo

São Paulo continua fascinante, um cadinho molhado do mundo… chove … chove….chove e ainda assim ela não perde o seu movimento, frêmito de vida e morte que se misturam com o monóxido de carbono em meio ao verde cinza das árvores. Edifícios despidos de cartazes nos mostram sua verdadeira face, envelhecem preguiçosamente exibindo todos os […]

Direito a Preguiça

Salve Galera!   Seguindo um livro interessante sobre o direito de ser preguiçoso quando somos explorados ou, um ensaio sobre o "Abuso de Si" durante o auge da Revolução Industrial, escrito por Paul Lafargue, sobrinho do Diabo Karl Marx  

Autonomia Até o Fim: A Resolução 1995/2012 do Conselho Federal de Medicina

Vamos Imaginar a seguinte situação. É seu aniversário de 75 anos. Você está cercado das pessoas que ama. Organizaram uma festa muito bonita. Nela você vê um pouco o resumo de sua vida projetado na parede naqueles “slideshares” com direito a música de trilha de cinema que arranca lágrima das pessoas. E você também chora. […]

Morte: Desalento e Humanidade

Todo mundo morre. Afirmativa aparentemente banal, se expressa  como uma das raras verdades absolutas. Ninguém duvida que morrerá um dia. Aprendemos essa lição desde a mais tenra infância.   Entretanto, saber que morreremos  não parece livrar-nos do temor sobre o que acontecerá quando morrermos, seja pelas inúmeras possibilidades que se apresentam (morrer com dor, violentamente, […]

Há Sempre um Novo Modo de Fazer

    Por mais que a mesma música Toque Milhões de vezes Ela pode tocar De maneiras diferentes O coração da Gente Podemos cuidar de um jeito igual Milhares de vezes Os mesmos corpos Mas o corpo sabe Quando é cuidado de um jeito diferente O velho jeito Brilha feito novo No pulsar humano Do […]