FRANCISCO ARNOLDO NUNES DE MIRANDA

Natal, RN

Membro desde: 09/11/2009

47 POSTS
463 VOTOS

Sobre:

Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual do Ceará (1980), Mestrado (1996) e Doutorado (2002) em Enfermagem Psiquiátrica USP - Ribeirão Preto. Atualmente é Professor Associado do Departamento e Curso de Graduação em Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem - PGENF/UFRN, orientador do Mestrado Acadêmico e Doutorado. Experiência na área de Enfermagem, com ênfase nas ações promocionais e de atenção em Saúde Mental Ee Saúde Coletiva e Enfermagem Psiquiátrica na Saúde do Adulto no Contexto da Clínica Ampliada a grupos e populações humanas, atuando principalmente nos seguintes temas: referencial teórico-metodológico das Representações Sociais; formação de recursos humanos incluindo EAD; políticas públicas de saúde, educação e segurança; extensão e pesquisa de abordagem qualitativa e quantitativas com predomínio dos recursos gráficos, sexualidade humana, cotidiano e procedimentos projetivos gráficos; relações interpessoais nos encontros humanos; mixed methods. Consultor ad hoc de periódicos indexados nacionais e internacionais do QUALIS/CAPES. Avaliador do INEPE/SINAES/DAES. Pesquisador CNPq. Membro dos grupos de Pesquisa-Diretório de Grupos - CNPq: NUPRI-Núcleo de Ensino e Pesquisa das Relações Interpessoais - EERP-USP; Enfermagem Clínica - UFRN; Grupo de Pesquisa: Ações promocionais de atenção a grupos humanos em saúde mental e saúde coletiva. Exerceu a Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem-PGENF-UFRN (2010-2012 e 2012-2014)

CRACK: DA PROBLEMÁTICA INDIVIDUAL ÀS POLÍTICAS DE ENFRENTAMENTO

Simone Regina Carvalho1, Francisco Arnoldo Nunes de Miranda2, Raionara Cristina Araújo Santos3, João Mário Pessoa Júnior4, Sâmara Sirdênia Duarte de Rosário Belmiro5, Izabella Bezerra de Lima Moura6 RESUMO Objetivo: analisar o fenômeno do uso e abuso do crack de maneira contextual enfocando desde a problemática do uso individual às políticas de enfrentamento do consumo no […]

I SIMPÓSIO INTERDISCIPLINAR DE SAÚDE LGBT DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE

De modo geral, grupos socialmente menos privilegiados apresentam maior risco de adoecimento e de mortalidade do que os grupos mais privilegiados. As condições de saúde estão fortemente relacionadas ao padrão de desigualdades existentes na sociedade. Sexualidades são dimensões organizadoras de relações sociais e, portanto, produzem desigualdades. Reconhece-se que os processos discriminatórios contra Lésbicas, Gays, Bissexuais, […]

SEMINÁRIO INTER DISCIPLINAR DOCÊNCIA NA SAÚDE

  O Curso de Especialização em Docência na Saúde destina-se aos professores do ensino superior inseridos na docência em saúde em Instituições do Ensino Superior (IES) como forma de garantir as competências e habilidades profissionais específicas nas Diretrizes Curriculares Nacionais (exceto os curso que não dispõe), cujo objetivo geral propõe: qualificar docentes da área da […]

SEMINÁRIO INTER DISCIPLINAR DOCÊNCIA NA SAÚDE

O Curso de Especialização em Docência na Saúde destina-se aos professores do ensino superior inseridos na docência em saúde em Instituições do Ensino Superior (IES) como forma de garantir as competências e habilidades profissionais específicas nas Diretrizes Curriculares Nacionais (exceto os curso que não dispõe), cujo objetivo geral propõe: qualificar docentes da área da saúde […]

I Simpósio Interdisciplinar de Saúde LGBT – UFRN

  De 11 a 13 de novembro de 2015 – Departamento de Enfermagem e Escola de Saúde – Universidade Federal do Rio Grande do Norte Realização: Grupo de Pesquisas Ações Promocionais de Atenção a Grupos Humanos em Saúde Mental e Coletiva Após o preenchimento do formulário e envio eletrônico, o participante deverá realizar pagamento da […]

O SIGNIFICADO DA MATERNIDADE PARA PRESIDIÁRIAS

RESUMO Objetivo: compreender o significado da maternidade para presidiárias. Método: estudo descritivo com abordagem qualitativa, realizado entre julho a dezembro de 2012 com 17 mulheres reclusas no Sistema Penitenciário do Estado da Paraíba/Brasil. Para a produção de dados, utilizaram-se um questionário sócio-demográfico e uma entrevista semiestruturada. A análise das informações foi sob a Técnica da […]

LGBT: entre estigmas e preconceitos uma vida invisível nos serviços de saúde

Título: LGBT: entre estigmas e preconceitos uma vida invisível nos serviços de saúde Categoria: EVENTO Abrangência: Local Ano: 2015 Período: 26/06/2015 a 26/06/2015 Unidade Proponente: DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM / CCS Área do CNPq: Ciências da Saúde Área Principal: SAÚDE Público Alvo Interno: Estudantes de Graduação e Pósgraduação em enfermagem – UFRN Público Alvo Externo: LGBT Público Estimado Externo: 10 […]

DEFESAS PÚBLICAS – DOUTORADO & MESTRADO ACADÊMICO – PGENF/UFRN 2015

​Grupo de Pesquisa: Ações promocionais e de atenção a grupos humanos em saúde mental e saúde coletiva. Certificação Diretório de Grupos-CNPq: http://dgp.cnpq.br/diretorioc/fontes/detalhegrupo.jsp?grupo=0337404EOV5Z8G

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE FAMILIARES SOBRE O ATENDIMENTO DAS EMERGÊNCIAS PSIQUIÁTRICAS

SOARES, F. R. R. Representações sociais de familiares sobre o atendimento das emergências psiquiátricas. 2014. 127 fls. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Enfermagem) – Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal/RN, 2014. Os movimentos reformistas no campo da saúde mental apontaram bandeiras de luta, entre […]

PERFIS E PRÁTICAS DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE MENTAL EM DOIS HOSPITAIS PSIQUIÁTRICOS DE GRANDE PORTE

Na rede de atenção psicossocial brasileira, os profissionais de saúde são atores importantes no processo de transformação das políticas públicas em saúde mental entre os diversos serviços. Na realidade do hospital psiquiátrico, entende-se a necessidade de ampliar o debate em torno do atual contexto de práticas desenvolvidas. O estudo objetivou analisar o processo de reforma […]