Sobre:

Missão Ser uma instituição comprometida com a saúde, prestando serviços de excelência para a melhoria na qualidade de vida do cidadão. A construção do Hospital Regional iniciou em fevereiro de 1982. Sua inauguração ocorreu em 30 de outubro de 1986, com funcionamento inicial de 60 leitos. A administração foi transmitida pelo então governador do Estado Esperidião Amin no seu primeiro mandato, ao Padre Niversindo Querubim, representando a Beneficência Camiliana do Sul. Consta nos registros do Hospital que o Prefeito da época era Ledônio Migliorini e o Primeiro Diretor Clínico o médico José Aymone Neto. Assumiu o cargo de Diretor Geral Cleber José do Nascimento, no período de 1986 à 1989, após o cargo foi repassado para Sebastião Neres, até o ano de 1990. A transferência administrativa para a Sociedade Beneficente Lar da Fraternidade (SBLF), ocorreu em 27 de agosto de 1990. A SBLF foi reconhecida como de utilidade pública em 30 de abril de 1993. Conforme os estatutos sociais consolidados, a SBLF constitui-se como sociedade civil fundada em 24 de maio de 1971, com prazo de duração indeterminado, visando o benefício da comunidade, através de prática filantrópica, sem fins lucrativos. Em 12 de outubro de 1997 o Governo do Estado de SC, criou o Conselho de Administração do Hospital Lenoir Vargas Ferreira. Este era presidido pelo Secretário Adjunto da Saúde. O Conselho foi composto pelos seguintes membros: 3 representantes do SES (Secretaria Estadual da Saúde), 3 representantes do Corpo Clínico do Hospital, 3 representantes dos Funcionários e um representante de cada micro-região. Esse Conselho desenvolveu uma análise do Perfil Técnico Administrativo do Hospital, concluído em novembro de 1997, com o objetivo de adequar de fato o HRO, como referência Regional do Oeste. Uma vez concluídas as análises o Conselho iniciou a transição da Sociedade Beneficente Lar da Fraternidade para o Consórcio Regional de Municípios. O Consórcio Regional de Saúde do Hospital Lenoir Vargas Ferreira passou a administrar o Hospital Regional do Oeste (HRO), já com a nova denominação, em primeiro de janeiro de 1998. Possui reconhecimento como de utilidade pública, conforme Lei nº 3796 de 04 de dezembro de 1997, inscrição no CGC 02.122.913/0001-06. Atualmente, o HRO é administrado pela Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira. Localização O Hospital Regional Senador “Lenoir Vargas Ferreira” – Hospital Regional do Oeste – HRO, administrado Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira, está localizado no município de Chapecó à 670 Km de Florianópolis, atendendo 92 municípios da Região Oeste, 26 municípios do Paraná e Rio Grande do Sul num total de aproximadamente 1.000.000 habitantes. Sendo que a cidade de Chapecó é a mais representativa com 140.000 habitantes, e que pela localização geográfica usufrui da maioria dos serviços ofertados. Endereço: Rua Florianópolis, 1448-E Bairro: Esplanada CEP: 89812-021 Chapecó – SC

Interesses:

Promover a humanização em todos os serviços prestados pelas instituiçoes. A partir do desenvolvimento de ações voltadas para a promoção do aleitamento materno, o Hospital Regional do Oeste conquistou em 1998 a classificação de Hospital Amigo da Criança. O título é um reconhecimento do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) aos hospitais e maternidades que possuem, entre outras exigências, normas escritas sobre o aleitamento materno, treinam seus funcionários, prestam informações às gestantes sobre a importância do leite materno e priorizam o alojamento conjunto permitindo que mãe e filho permaneçam juntos 24 horas por dia. Com o recebimento do título, o Hospital Regional do Oeste implantou comissões permanentes de incentivo ao aleitamento materno. Hoje, todas as mães tem acesso às informações necessárias para uma boa utilização do leite materno, o principal alimento da criança nos primeiros meses de vida. Para garantir isso, o HRO mantém um programa de treinamento dos funcionários. Esse treinamento acontece periodicamente e envolve todos os servidores do hospital. O resultado do trabalho é a visível melhoria na qualidade de vida dos 250 bebês que nascem aqui todos os meses. A partir do momento em que o HRO adotou a metodologia exemplificada pelo aleitamento materno, o índice de internação hospitalar no pós-parto reduziu sensivelmente, colaborando assim no controle da mortalidade infantil. O que é a Iniciativa Hospital Amigo da Criança A iniciativa Hospital Amigo da Criança foi idealizada em 1990 pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. O objetivo é mobilizar os funcionários dos estabelecimentos de saúde para que mudem condutas e rotinas responsáveis pelos elevados índices de desmame precoce. Para isso, foram estabelecidos os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno. Ao assinar, em 1990, a Declaração de Innocenti, em encontro em Spedale degli innocenti, na Itália, o Brasil, um dos 12 países escolhidos para dar partida ao Amigo da Criança, formalizou o compromisso de fazer dos Dez Passos uma realidade nos hospitais do país. Em março de 1992, o Ministério da Saúde e o Grupo de Defesa da Saúde da Criança, com o apoio do Unicef e da OPS (Organização Pan-Americana de Saúde) deram os primeiros passos. A IHAC soma-se aos esforços do Programa Nacional de Incentivo ao Aleitamento Materno, coordenado pelo Ministério da Saúde para: – informar profissionais de saúde e o público em geral; – trabalhar pela adoção de leis que protejam o trabalho da mulher que está amamentando; – apoiar rotinas de serviços que promovam o aleitamento materno; – combater a livre propaganda de leites artificiais para bebês, bem como bicos, chupetas e mamadeiras. Os Dez passos para promover o aleitamento materno 1. Ter uma norma escrita sobre aleitamento materno, que deveria ser rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde; 2. Treinar toda a equipe de cuidados da saúde, capacitando-a para implementar esta norma; 3. Informar todas as gestantes sobre as vantagens e o manejo do aleitamento materno; 4. Ajudar as mães a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto; 5. Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos; 6. Não dar a recém-nascidos nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que seja indicado pelo médico; 7. Praticar o alojamento conjunto – permitir que mães e bebês permaneçam juntos 24 horas por dia; 8. Encorajar o aleitamento materno sob livre demanda; 9. Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas ao seio; 10. Encorajar a formação de grupos de apoio à amamentação para onde as mães devem ser encaminhadas, logo após a alta do hospital ou ambulatório.

Formação:

Bacharel em Psicologia pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ) em 2007. Pós graduação em Gestão de Pessoas (UCEFF), 2009. Atuou como Psicologa Organizacional na Relatec Assessoria e Consultoria e Comunicação (2008-2012). Avaliadora de processos de admissão do curso de piloto do Aeroclube de Chapecó (2011-2012). Consultora em Psicologia Organizacional ( Chapecó Materiais Elétricos Ltda; Chapecó Automação Industrial; Transforma). Psicóloga Organizacional na Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira (AHLVF) desde 2011; atuando como Membro da Comissão de Humanização desde de 2011(Coordenadora desde janeiro de 2014); membro da Educação Permanente desde 2011. Membro da Coordenação Hospitalar de Captação e Transplante de órgãos desde 2012 a 2016. Membro da Comissão de Integração Ensino e Serviço do Extremo Oeste Catarinense desde de fevereiro de 2014 a 2016. Secretaria da COREME - Residência Médica Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira 2013, Membro da Comissão do Hospital Ensino da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira. Orientadora Local de Estagio Supervisionado de Acadêmicos de Psicologia Organizacional e do Trabalho desde 2012.

Ebola: profissionais do HRO participaram da capacitação

Mais de 80 profissionais de saúde participaram entre os dias 13 a 20 de outubro de capacitação em atendimentos a pacientes suspeitos ou contaminados pelo vírus Ebola. O HRO através do Núcleo hospitalar epidemiologia e o Serviço Controle de Infecção proferiu palestra através do médico infeciologista Hugo Noal e o enfermeiro Paulo César da Silva, […]

0 Pensamento e suas influências na vida do ser humano

A Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira, buscando oferecer uma assistência a saúde de qualidade, sempre comprometida com os interesses sociais, firma-se como referência em serviços de alta complexidade na região; reforçando seu comprometimento com a população, quando se propõem a qualificar os serviços prestados através da formação de seus colaboradores. Neste sentido em comemoração a […]

Plano de Ação

No dia 07/04/2014 a Comissão de Humanização da Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira encontrou-se para discutir o Plano de Ação para 2014 o qual começou as suas atividades no mês de janeiro deste ano. Aproveitou-se a Semana Nacional de Humanização para discutir e rever os projetos os quais já estão em andamento e os demais […]

II Simpósio de Prevenção de Acidentes e Violência na Infância

    Oriundos de diversos municípios Catarinenses, mais de 300 profissionais de diversas áreas, como saúde, acadêmicos de diversos cursos, e demais profissionais interessados participaram do II Simpósio de Prevenção de Acidentes e Violência na Infância. O evento foi promovido pelo Hospital da Criança de Chapecó, com apoio do Hospital Regional do Oeste, Unochapecó, Pró-Saúde […]

“FUMAR NEM PENSAR – PROGRAMA DE CONTROLE PREVENÇÃO AO TABAGISMO”

“FUMAR NEM PENSAR – PROGRAMA DE CONTROLE PREVENÇÃO AO TABAGISMO”   Entender por que se fuma e como isso afeta a minha  saúde:   Deixando de fumar sem mistérios   Realização: Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira- Hospital Regional do Oeste Comitê Coordenador: Dalva Tedesco Motta- Núcleo Hospitalar de Epidemiologia Edione Vial – Psicóloga Eloá Cassaro – […]

Campanha Doação de Órgãos

Integrantes do Hospital Regional do Oeste (HRO), profissionais de Enfermagem, Psicologia, Medicina, Administração, Tecnologia da Informação, membros de todos os Lyons Clubes de Chapecó, acadêmicos da Universidade Federal Fronteira Sul, integrantes da Secretaria de Defesa do Cidadão do município, Agentes de Trânsito de Chapecó, entre outros voluntários da comunidade chapecoense estiveram participando desta que é […]

RECICLAGEM DE CONHECIMENTOS HRO E HC

Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira (AHLVF), entidade filantrópica que administra o Hospital Regional do Oeste (HRO Chapecó), Hospital Nossa Senhora da Saúde (HNSS Coronel Freitas) e Hospital da Criança (HC Chapecó), mantém estratégias e programas que visam segurança e bem estar dos pacientes. Para tanto promove e disponibiliza ao quadro profissional ciclos, oficinas e atividades […]

Cuidar de Quem Cuida

1- IDENTIFICAÇÃO   1.1 Nome da Proposta: Cuidar do Cuidador/Humanização   Área Temática: Trabalho e Humanização   1.3 Caracterização da Atividade: Humanização na Gestão Hospitalar, Educação na Saúde Formação e Produção de Conhecimento   1.4 Centro responsável pela Proposta: Comissão de Humanização   1.5 Público alvo: Associação Hospitalar Lenoir Vargas Ferreira   1.6 Coordenador geral […]