Renata Chrystina Bianchi de Barros

Campinas, SP

Membro desde: 05/08/2017

2 POSTS
10 VOTOS

Sobre:

Mulher, em processo de reencontro com vivências que permitiram indentificar-me como mulher antes da maternidade. Fonoaudióloga e Pedagoga, sigo um percurso na luta da anti-medicalização, pelo direito de brincar e de ser sujeito e de estar no mundo. Sobre os caminhos profissionais, podem ser encontrados aqui: http://lattes.cnpq.br/6506901417035528 , http://cienciasdalinguagem.net

Formação:

Possui graduação em Fonoaudiologia e Pedagogia e é Especialista em Linguagem pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa). É Mestre e Doutora em Linguística pelo Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Pós-Doutora pelo Laboratório de Estudos Urbanos, também na UNICAMP. Atualmente é Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Vale do Sapucaí (UNIVÁS), em Pouso Alegre/MG. Compõe e lidera o Grupo de Pesquisa "Estação Tecnológica da Linguagem (ETL)" e desenvolve pesquisas que contam com a colaboração de pesquisadores de diferentes Instituições de Ensino do Brasil e do Exterior. É autora do livro A singularidade da clínica fonoaudiológica (Campinas: RG Editores, 2012), além de organizadora de demais títulos na linha de pesquisa Língua e Ensino, como o título "Sociedade e Medicalização (Campinas: Pontes, 2015). Coordena o Grupo de Estudos em Discurso - GEDI, também no PPGCL-UNIVÁS. Atualmente, também atua como Pesquisadora Colaboradora no Laboratório de Estudos Urbanos (LABEURB) da UNICAMP.

O DISCURSO SOBRE SAÚDE E POLÍTICAS PÚBLICAS

Importante debate acontecerá nesta quinta-feira às 10h na Univás, em Pouso Alegre (MG) Av. Pref. Tuany Toledo, 470 – Telefone: (35) 3449-9248 Evento aberto e gratuito. Serão emitidos certificados (inscrições no horário e local do evento).

Condições de Produção da Língua Brasileira de Sinais em uma Escola do Sul de Minas Gerais

[Capítulo de Livro] Renata Chrystina Bianchi de Barros; Patrícia de Campos Lopes Resumo: Neste capítulo, analisamos as condições de produção que sustentaram o processo educacional formal de um sujeito-surdo na relação com a língua brasileira e, posteriormente, com a língua brasileira de sinais numa escola de uma cidade do Sul de Minas Gerais. Fundamentados teórico-metodologicamente […]