WILIAM MACHADO

Três Rios, RJ

Membro desde: 04/01/2015

68 POSTS
612 VOTOS

Sobre:

Secretário Municipal do Idoso e da Pessoa com Deficiência de Três Rios/RJ. Enfermeiro. Doutor em Enfermagem pela UFRJ. Professor no Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF) e no Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologia no Espaço Hospitalar (PPGSTEH) do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/UNIRIO. Rio de Janeiro/RJ, Brasil. Rua Silva Jardim, 5 – Centro – Três Rios/RJ – CEP: 25805160 – Tel: (24) 22555840. Fax: (24) 22553392. Email: wilmachado@uol.com.br Lattes http://lattes.cnpq.br/4087914502802277

Interesses:

Pesquisador da Saúde, Reabilitação e qualidade de vida de Idosos e Pessoas com Deficiência.

Formação:

Bacharel em Enfermagem e Obstetrícia. Escola de Enfermagem Alfredo Pinto. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO. Especialista em Administração Hospitalar. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC Rio. Mestre em Enfermagem Médico-Cirúrgica pela UNIRIO. Doutor em Ciências da Enfermagem pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ.

ITINERÁRIOS DAS FAMÍLIAS DE PESSOAS COM DOENÇAS/SÍNDROMES RARAS NO BRASIL.

O nascimento de uma criança com uma síndrome rara pode provocar alterações no cotidiano familiar fazendo emergir comportamentos e sentimentos ímpares, que traduzem o impacto do enfrentamento com essa nova condição. De acordo com o estudo de Luz, Silva e Demontigny (2015), as famílias se deparam com a necessidade de readaptar os papéis de seus […]

A SUBJUGAÇÃO DA SAÚDE DO IDOSO E DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Que me desculpem, caso esteja sendo importuno, mas, carecemos de informações das lideranças políticas que, atualmente, assumiram a gestão executiva e legislativa da Cidade de Três Rios, sobre questões de extrema relevância para idosos, pessoas com deficiência, seus familiares e pessoas significativas. Não compreendo razões para tamanho descuidado para com avanços nos últimos oito anos, […]

ATENDIMENTOS DE LESÃO DE PLEXO BRAQUIAL EM RECÉM-NASCIDOS E GINÁSTICA ARTÍSTICA NO MESMO AMBIENTE: Incongruências.

Nos últimos oito anos, a gestão pública de Centro Especializado de Reabilitação, em Três Rios, Centro Sul Fluminense, independente dos arranjos para acolher crianças com microcefalia, chamou-me atenção para o alto índice de recém-nascidos admitidos na unidade com histórico de lesão de plexo braquial, o que requer implemento de estratégias de intervenção precoce de reabilitação, […]

IMPASSES DESNECESSÁRIOS NO ATENDIMENTO/CUIDADO DOMICILIAR E MOBILIDADE URBANA DOS IDOSOS.

É perfeitamente compreensível do ponto de vista organizacional que mudanças nas estruturas administrativas municipais requeiram esforços da população, aceitando pontuais descompassos no funcionamento de serviços básicos de saúde e planejamento urbano. Contudo, serviços e atendimentos básicos de saúde devem ser agilizados, considerando que as famílias ficam ainda mais fragilizadas em tempos de recessão e crise […]

IMPLANTAÇÃO DE COMISSÃO DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE MATERIAIS HOSPITALARES NO PREGÃO ELETRÔNICO DE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO: Pré-Requisito para Controle de Qualidade. [DEFESA DISSERTAÇÃO MESTRADO]

  UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE E TECNOLOGIA NO ESPAÇO HOSPITALAR – MESTRADO PROFISSIONAL   FABIO VILAS GONÇALVES FILHO   IMPLANTAÇÃO DE COMISSÃO DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO DE MATERIAIS HOSPITALARES NO PREGÃO ELETRÔNICO DE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO: Pré-Requisito para Controle de Qualidade   […]

DESENHO UNIVERSAL E ACESSIBILIDADE DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA NOS ESPAÇOS HOSPITALARES: Barreiras predominantes.

Sabe-se que os ambientes nos hospitais brasileiros são predominantemente inacessíveis para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, posto que não foram planejados para atender à todos que necessitam de atendimentos quando precisam recorrer aos serviços de diagnóstico, cuidado e tratamento em nível ambulatorial ou de internação, nada obstante a existência de instrumentos oficiais balizadores de […]

CORTES DE GASTOS PÚBLICOS SEM ACABAR COM MORDOMIAS: UMA GRANDE CONTRADIÇÃO.

Prevalece consenso social que o cobertor está curto por demais e que é preciso buscar saída para que o país não sucumba. O que significa afirmar que teremos de trilhar caminhos democráticos que não imponham mais sacrifícios da população, já exaurida, o que implica mexer em vespeiro de tradicionais resistências.  Não vai ter jeito, a […]

DE DEMOCRACIA REPRESENTATIVA À PARTICIPATIVA: A SAÚDE COLOCADA EM PLANO SECUNDÁRIO.

  Não é admissível tanta perda de tempo e energia dos nossos representantes da classe política, tratando de questões tipicamente relacionadas aos seus próprios descaminhos, enquanto a saúde pública amarga falta de tudo, e mais um pouco. O sistema público de saúde brasileiro experimenta a mais grave crise desde a sua criação, mas não constitui […]

RELAÇÃO ENTRE CALÇADAS MAL CONSERVADAS E INCIDÊNCIA DE QUEDAS DOS IDOSOS.

É inevitável a associação dos elevados índices de quedas dos idosos, vitimados pelos muitos buracos, desníveis, degraus, postes, andaimes, etc., presentes nas calçadas dos municípios brasileiros, com o aumento injustificável e prejudicial das despesas hospitalares pagas pelo Erário. Uma contradição em tempos de crise do financiamento público. Quando gestores públicos têm de economizar até no […]

Referência e contrarreferência entre os serviços de reabilitação física da pessoa com deficiência: a (des)articulação na microrregião Centro-Sul Fluminense, Rio de Janeiro, Brasil.

MAIS UMA CONTRIBUIÇÃO PARA MELHOR COMPREENDER QUESTÕES DA REDE DE CUIDADOS DA PcD. Artigo publicado na Revista Physis Saúde Coletiva Confira em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312016000301033&lng=pt&nrm=iso