V Seminário Internacional A Educação Medicalizada: “Existirmos, a que será que se destina?

6votos

 

Não pensemos que nos tentam destruir. Falemos antes da hipótese de que nos tentam produzir. Produzir-nos enquanto sujeito político, enquanto “anarquistas”, enquanto “Black Bloc”, enquanto “antissistema”, de modo a extrair-nos da população genérica, fixando-nos a uma identidade política.

in: Aos Nossos Amigos, Comitê Invisível, pp.130

3 anos após a sua última edição, o Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade volta com o V Seminário A Educação Medicalizada com uma pergunta de fundo: no campo da medicalização a existência se destina a que força?

Afinal, 2018 marca os 7 anos de existência do Fórum enquanto coletivo ético-político-científico.

Existirmos, a que será que se destina?

Ou como lembra a nossa Vaquinha para auxiliar na construção do evento

Em tempos de mais intensificação de individualismos, meritocracia, vidas mercadoria, cortes, golpes

Atrapalhando o silencio da viagem

Rebel dia!

Atrapalhamos a viagem, bagunçamos as certezas.

Somos produzidos por políticas que enquadram nossas existências e subjetividades. Quando aniquilam nossas existências, produzem nossas formas de sofrer e resisitir. Essa é a pergunta de fundo da mesa Existências impedidas: extermínio de vidas e subjetividades e formas de resistência.

Essa mesma negaçaõ da existência é a que impede, no mundo do ultraindividualismo, a existência de outras formas de viver. Um paradoxo ou uma forma de produção contemporânea?

Porque ao mesmo tempo que se conclama a individualidade e diversidade se desqualifica os desvios e furos ao sistema? É esse o tema de fundo da mesa Medicalização, a quem será que se destina: desqualificação do sujeito em tempos de neoliberalismo.

A proposta nossa é clara, borrar o que separa as lutas individuais das coletivas, da falsa dicotomia entre pautas identitárias e nacionais e de classe. Afinal, o corpo político é o que age em coletivo, e por isso (Re)existências nas encruzilhadas: só a luta coletiva mudará as nossas vidas.

Nessa última mesa, seguimos para o que devemos seguir, uma plenária com microfone aberto, com proposições para a escrita coletiva e contrução de unidades de afeto e ação.

 

O evento é gratuito, as inscrições estão abertas, e as submissões de trabalho vão até o dia 10 de Julho de 2018.

 

 

Serviço

Evento: V Seminário Internacional A Educação Medicalizada: Existirmos, a que será que se destina?

Período: 08 a 11 de Agosto

Programação: Acesse no site do evento http://seminario5.medicalizacao.org.br/

Local: UFBA, Salão da Reitoria e Faculdade de Educação

Investimento: Cobramos engajamento, não cobramos pela inscrição, mas caso queira construir conosco, pode fazer uma doação em nossa Vaquinha!

Inscrições: Até 06/08 no site

Submissão de Trabalhos: Até o dia 10/07 no site