V SIMPÓSIO NACIONAL DO CEBES Austeridade, Injustiça Social, Precarização da Saúde

9 votos

 

O Evento será realizado na Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (Avenida Augusto de Lima 2061 Barro Preto – Belo Horizonte), de 24 a 25 de novembro de 2017. O tema geral do simpósio será  “Política de Austeridade,  Injustiça Social, Precarização da Saúde”.

Abaixo uma edição do depoimento do presidente do Cebes, Cornelis Johannes van Stralen:

“Este tema não precisa de justificativa. Impõe-se pelo desgoverno do governo golpista apoiado pelo capital financeiro e pela tradicional oligarquia política. Com o pretexto que os governos anteriores do PT foram perdulários, adota uma “politica de austeridade”, que se expressa no congelamento de gastos sociais e nas chamadas reformas estruturais que visam a “mercadorização” da educação, saúde e previdência, reestabelecendo o velho regime liberal da proteção social com benefícios públicos pobres para os pobres em contraposição aos esforços feitos para avançar políticas universais.

A política de austeridade é antes de tudo uma enorme injustiça social. Não  implica que o andar de cima (banqueiros, acionistas, rentistas) aperta o cinto, mas obriga o andar de baixo a fazer isto. São os trabalhadores, a população de baixa renda em geral que estão vitimas do desemprego, do endividamento e do desmonte de serviços públicos (saúde, educação, assistência social). A elites financeiras, responsáveis pelo crescimento da divida  e a classe média alta continuam sua vida confortável e dissimilam sua responsabilidade na crise através do discurso ideológico que o governo gastou demais e, como qualquer família que tem dividas, tem que reduzir despesas.

O Simpósio será uma oportunidade de refletirmos sobre onde estamos e quais os desafios que se apresentam neste momento tão difícil da nossa história. Alguns  desafios dos muitos desafios que se colocam, são: (1) como resistir à volta para o passado, ou seja a volta de um regime universalista de proteção social, ainda em construção mas marcado pelo reconhecimento de direitos sociais,  para o velho regime liberal da “mercadorização” da  educação, saúde e proteção social; (2) como nos inserirmos na luta coletiva travada por tantas outras entidades e movimentos contra as forças visíveis e invisíveis que com tanta velocidade estão destruindo melhorias sociais que foram obtidas através  de longas lutas; (3) como ampliar a atuação do CEBES e torná-lo mais presente no setor da saúde, particularmente no meio dos profissionais de saúde.

Essas e outras reflexões não poderão ser feitas apenas no interior do CEBES, mas tem que ser em dialogo com outras entidades e movimentos que compartilham a luta pela democracia, saúde e justiça social. Nesta perspectiva, convidaremos representantes de outras entidades e movimentos para participarem do Simpósio. Entretanto, os primeiros convidados são vocês que através dos núcleos do CEBES militam luta no dia a dia pela democracia e saúde”.

Acesse a programação do Simpósio em: http://cebes.org.br/2017/11/programacao-do-v-simposio-nacional-o-cebes/