Visita domiciliar – Educação Popular em Saúde

14votos

Estudantes do Curso de Medico da Faculdade de Medicina da Universidade do Oeste Paulista, FAMEPP/UNOESTE, entraram em contato com a atividade prática da realização de uma Visita Domiciliar (VD). Antes da realização da VD, passaram por uma Simulação da prática no Laboratório de Habilidades e Simulação (LHabSim), em ambiente protegido, no qual os aprendizes puderam tirar suas dúvidas a respeito do planejamento e da realização da VD propriamente dita, levando em consideração aspectos relacionados à Classificação de Risco, com aplicação da Escala de Coelho pra escolha das Famílias a serem visitadas no Território de Saúde adscrito à ESF na qual os estudantes são inseridos como membros das Equipes Interdisciplinares.
Após a realização da VD, os aprendizes, guiados pelo facilitador do Programa de Aproximação Progressiva à Prática (PAPP), são estimulados a refletir sobre a prática, nos Ciclos Pedagógicos e nos Portfólios Reflexivos. A Política Pública da Educação Popular em saúde é ventilada entre os estudantes, pelos facilitadores. A moradora de um bairro existente em um município com cerca de duzentos mil habitantes, no Interior Paulista possui vínculo com uma Unidade de saúde da Família que também é frequentada pelos estudantes. Surgiu oportunidade e interesse dos aprendizes em conhecer melhor o uso da Medicina Popular em Saúde por meio da utilização das ervas medicinais.
Os aprendizes foram para a Visita em uma residência pertencente ao território da ESF, com intuito de conhecer melhor todas as ervas existente no quintal da moradora. Ao final na VD foi organizada uma Roda de Conversa visando à criação de possibilidades de intervenção, na esteira da Educação em Saúde e criação de hábitos mais saudáveis para a comunidade. Metodologias Ativas de Ensino-Aprendizagem foram utilizadas na abordagem com os aprendizes, como a Problematização nos Ciclos Pedagógicos, que ocorrem mensalmente nas ESFs. A Avaliação Formativa, com utilização do Portfólio Reflexivo, auxilia o facilitador e o estudante no apontamento de aspectos fortes e daqueles que merecem atenção na construção do Novo Aprendizado, na esteira da Aprendizagem Significativa do autor David Ausubel. Após a realização da VD, os estudantes conversaram entre si, no Ciclo Pedagógico, com a presença do facilitador e programaram um tema a ser abordado na Sala de Espera da ESF, relacionado a orientações envolvendo o assunto.
Os participantes avaliaram como positiva a possibilidade de elaboração e implantação da Política Pública da Educação Popular em Saúde, com excelentes perspectivas para os termos futuros do Curso, no mesmo Território de Saúde. A ação, programada no Ciclo Pedagógico, busca a melhoria do bem estar da comunidade e a criação de ambientes saudáveis, procurando reduzir o excessivo uso de fármacos pela comunidade adscrita à ESF, onde a Academia, representada pela FAMEPP/UNOESTE tem uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Município de Presidente Prudente (SMS/PP).