GRUPO DE TRABALHO DE HUMANIZAÇÃO DA GEVP: ESTÍMULO À COGESTÃO E A MELHORIA DOS PROCESSOS DE TRABALHO NA SAÚDE

8votos

Autora:

Kalina Karla Clemente de Morais

Orientadora:

Luzia Maria da Guia Malta Prata

 

 

O Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) da Gerência de Valorização de Pessoas (GEVP), da Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (SESAU), realizou, no dia 22 de fevereiro de 2016, a primeira reunião do ano, a fim de apresentar o planejamento construído pelo coletivo, no final de 2015.

Neste planejamento foram consideradas as demandas levantadas pelos trabalhadores, bem como as ações propostas para 2016, visando à melhoria dos processos de trabalho e da qualidade dos serviços de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), que foram divididos em quatro eixos, a dizer: Educação; Gestão; Planejamento; e Processos de Trabalho.

Além disso, neste encontro, o Grupo Condutor do GTH já conseguiu trazer alguns feedbacks sobre solicitações que diziam respeito à área de gestão.

Não menos, também foram anunciadas algumas conquistas do coletivo, como a produção do primeiro número do Informativo GTH Acontece, que atende a uma das diretrizes da Política Nacional de Humanização (PNH): a memória do SUS que dá certo. Trata-se de uma publicação interna, da GEVP, de caráter semestral e de autoria do GTH.

Além disso, foi apresentada uma lista de cursos pelo Setor de Qualificação Profissional (SQS/GES/GEVP), para o primeiro semestre deste ano, viabilizados pela Escola do Governo de Alagoas (EGAL), de forma gratuita, para todos os servidores efetivos do estado, a exemplo: A Previdência Social dos Servidores Públicos; Excel para o ambiente de Trabalho; Liderança Transformacional (Coach); Libras; dentre outros.

É importante dizer que GTH é um dispositivo da PNH que atende à diretriz da Cogestão, podendo ser instituído em qualquer instância do SUS, sendo composto por trabalhadores, gestores e usuários dos serviços. Na GEVP, este coletivo foi formado em setembro de 2014, com o intuito de constituir-se enquanto espaço de trocas solidárias, democrático e inclusivo, a fim de fomentar estratégias de valorização ao trabalhador, promovendo a melhoria da ambiência, estimulando sua autonomia e protagonismo nos processos de produção e gestão da saúde. Tudo isso em prol do aperfeiçoamento do SUS.

É possível, portanto, a partir das ações e conquistas logradas pelo GTH da GEVP, apontar a importância deste dispositivo nos serviços de saúde, enquanto coletivo que está comprometido com a articulação entre atenção e gestão, como uma experiência exitosa, imprescindível para o desenvolvimento do trabalho humanizado.