Pois é …

5votos

 

Pois é…
Diálogo ritmado com Foucault e Agamben
Elaine Perez

Deu vontade de escrever palavras ligadas.
Desejo da alma que busca acordar olhos cansados.
Corpos doídos, sonhos abandonados.
Somos brasileiros e nos sentimos ao deus-dará.
Fomos atingidos à queima-roupa.
A vida está nua.
Biopoder…
Que João-de-barro, nos salve dos campos,

 do exílio, das balas,

das linhas,

 das reformas que despencam nas nossas cabeças .
Exclusão incluída , 

 politização da “vida” e

 politização da “morte”.
Que o Bem-te-vi nos leve até o arco-íris,

para que nos lembremos que somos potência .
Multiplicidade.
Multicoloridos.
Criadores de samba-enredo.
Capazes de ligar verso e
melodia no ritmo que chama
ao pertencimento .
Olhares,
que  se “encontram”

 nesse nosso Brasil, brasileiro.