Cersami: A clínica feita por muitos.

15votos

Como você já soube através do nosso post de lançamento, a Coordenação Geral da Política Nacional de Humanização, está apresentando:

Prêmio #HumanizaSUS

Uma série de documentários com experiências exitosas da humanização nos quatro cantos do País.

Hoje é a vez do vídeo Cersami: A clínica feita por muitos.

O Cersami é um Centro de referência em saúde mental infanto-juvenil e é uma das experiências finalistas do concurso cultural alusivo aos 10 anos da Política Nacional de Humanização, um dos representantes da região Sudeste do Brasil.

O Projeto de Saúde Mental, Cersami, similar ao CAPS, sediado em Betim MG, faz atendimento juvenil de casos de psicose e neuroses graves. Os jovens fazem natação, cozinham e as atividades ajudam a reduzir a medicalização.

No documentário, respeitando o roteiro original, escrito pela equipe de trabalho do serviço, o foco é a clínica, como apontada no próprio título. E com o viés da diretriz clínica ampliada, mais uma vez é enfatizado o protagonismo dos sujeitos envolvidos no processo de saúde, sejam eles usuários, trabalhadores e gestores.

Assista abaixo ao documentário:

“Cesarmi: a Clínica Feita por Muitos”

e conheça um pouco mais da humanização no SUS.

O vídeo original inscrito no concurso  cumpriu o desafio de mostrar o dia a dia das ações de saúde que envolve este serviço de saúde pública em apenas 4 minutos e 58 segundos. Enfatiza-se aqui a autonomia e protagonismo dos usuários deste serviço, onde o vínculo e o trabalho em equipe são o principal ingrediente da humanização. Realização: Dirley Lellis dos Santos Faria – Psicóloga; Rosângela A. Rodrigues Morais – Terapeuta Ocupacional; Valéria Lima Bontempo – Assistente Social.

 

Direção de Alice Riff,

Renomada diretora de cinema de São Paulo, com uma importante filmografia dirigiu oito curtas metragens documentais, com exibições em festivais nacionais e internacionais, como São Paulo International Film Festival, Mostra de Tiradentes e Cachoeira Doc. Entre seus trabalhos recentes estão os curtas: Orquestra Invisível, Let’s Dance (2016; Prêmio Aquisição TV Cultura), 100% Boliviano, Mano (2013; Melhor Filme Educativo no Festival Entretodos de Direitos Humanos); Cidade Improvisada (2012; Melhor Filme no Festival: Visões Periféricas); Diálogos (2012, Melhor Filme no Festival Cinesul). Também fez produção executiva no longa documental: “Histórias que nosso cinema (não) contava, dirigido por Fernanda Pessoa. Atualmente está finalizando o documentário de longa-metragem “Abigarrados”, que é diretora. (Fonte: http://riff.tv.br/quem-somos/ )