Estudantes do Curso Médico da UNOESTE discutem a Relação Municipal de Medicamentos em Álv.Machado-SP

13 votos

 

Acadêmicos do Curso de Medicina da UNOESTE se inserem em sete Estratégias Saúde da Família localizadas nos municípios de Álvares Machado e Presidente Prudente. Facilitadores utilizam Metodologias Ativas como a Problematização para criarem Planos de Ação voltados à Criação de Ambientes Saudáveis nas áreas adscritas às ESFs.
Um dos Planos de Ação esteve relacionado com a Gestão Municipal dos Medicamentos distribuídos à população. Estudantes, após irem para a busca em literatura especializada, consideraram que a estratégia fundamental para racionalizar o uso de medicamentos é a adoção de uma Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (REMUME). Esta conduta é preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1977. Facilitadores consideraram que atualmente, a Relação de Medicamentos do Município (REMUME) de Álvares Machado conta com várias apresentações que estão disponíveis nas unidades de saúde de acordo com o tipo e a complexidade de cada serviço. O fornecimento dos medicamentos básicos para a população é realizado na farmácia municipal central, mediante apresentação de documento de identificação e receita médica, sendo realizado por meio do sistema informatizado. De acordo com as diretrizes da OMS e do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde atualiza periodicamente a relação de medicamentos, e torna pública a edição da REMUME 2019, com a finalidade de ampliar o acesso aos medicamentos considerados essenciais para os usuários do município, e espera que ela seja norteadora da prescrição médica no âmbito do SUS local. A REMUME encontra-se organizada por Classe Terapêutica / Grupo Farmacológico, Ordem Alfabética e adota a Denominação Comum Brasileira (DCB), visando melhorar a prática da prescrição e da dispensação. Estudantes consideraram, na discussão que ocorreu com o Facilitador que a divulgação da REMUME busca facilitar o acesso dos usuários que buscam se referenciar neste documento.
Os participantes consideraram como positiva a ação relacionada ao Acesso às Tecnologias que Prolongam a Vida, utilizada como recurso didático na Problematização.