Estudantes médicos conduzem grupo de HIPERDIA e estimulam promoção a saúde em uma ESF de SP

12 votos

O HIPERDIA é um programa destinado à identificação, prevenção e tratamento das pessoas que convivem com o diagnóstico de Hipertensão Arterial Sistêmica e Diabetes.
A Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE), Campus de Pesidente Prudente, insere os Estudantes, dos termos 1 ao 5, da Graduação de Medicina, em oito Estratégias Saúde da Família (ESFs) nos municípios de Presidente Prudente e Álvares Machado.
Os Facilitadores utilizam Metodologias Ativas de Ensino e Aprendizagem, como a Problematização, nos Ciclos Pedagógicos, com a finalidade de criar Planos de Ação, de acordo com a Epidemiologia que emerge dos territórios adscritos às Unidades de Saúde.
Um dos Planos de Ação criado pelos Estudantes Médicos, no Programa de Aproximação Progressiva à Prática (PAPP/FANEPP/UNOESTE) esteve relacionado ao HIPERDIA.
Facilitadores estimularam ações de Educação em Saúde para moradores do Jardim Parque dos Pinheiros, no Município de Álvares Machado, SP, de acordo com as propostas das Diretrizes Curriculares Nacionais de 2014, para o Curso Médico.
Após o desenvolvimento do Plano de Ação, que se desenvolveu com base na “Educação Popular em Saúde” do autor Eymard Vasconcelos Mourão, o Precetor utilizou o Arco de Maguerez para estimular reflexão na ação.
Acadêmicos consideraram que o Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão e ao Diabetes surgiu com a intenção de organizar a assistência aos usuários do SUS que convivem com essas afecções.
As pessoas da comunidade local foram convidadas a participar da Roda de Conversa, pelos Agentes Comunitários de Saúde, que fazem parte da Equipe Interdisciplinar da ESF.


O grupo de Promoção à Saúde procurou atuar na prevenção, avaliação e tratamento das duas doenças. Acadêmicos consideraram, após a busca em referências selecionadas, que o MS determina a realização de atividades de educação em saúde para a população adscrita ao território da ESF, podendo ser realizadas individualmente ou em grupo. Dessa maneira, os estudantes procuraram realizar ações educativas para a comunidade, a partir de suas dúvidas, nos pequenos grupos, sendo chamados de Grupos HiperDia. Facilitadores complementaram que o objetivo deste relato é o de divulgar as atividades desenvolvidas com usuários de um grupo HiperDia, desenvolvido em uma Estratégia Saúde da Família (ESF) na cidade de Álvares Machado, no interior de SP.
Estudantes organizaram dinâmicas e rodas de conversa, com temáticas relacionadas aos conhecimentos sobre HAS e DM, hábitos de vida saudáveis, e outros temas sugeridos pelos membros da População do Bairro Parque dos Pinheiros. Acadêmicos estimulatam práticas de atividade física, avaliações nutricionais e antropométricas. Para o desenvolvimento dessas atividades contaram com ajuda do NASF (Núcleo de Apoio à Saude ds Família). Estudantes consideraram que essas ações são fortes aliadas no auxílio ao tratamento das pessoas que convivem com HAS e DM, mostrando-se como estratégias eficientes de tratamento não farmacológico. Foi realizada uma pequena avaliação pelos usuários, por meio da qual foi possível perceber que a participação no grupo passou a interferir de maneira positiva no tratamento, trazendo melhoras na qualidade de vida das pessoas, por meio do estimulo ao convívio social. A participação dos usuários SUS nos Grupos, trouxe influências na forma com que se os participantes se relacionam com seus problemas clínicos e demandas. O grupo HiperDia foi considerado como de grande importância para monitoramento dessas pessoas. Estudantes entenderam que, além de ampliar o vínculo com a ESF, facilitando o acompanhamento e a manutenção do tratamento, o programa aumentou a adesão por parte das pessoas atendidas, por causa do interesse pelas atividades que ocorrem nos grupos. O eixo da Atenção à Saúde Coletiva, proposto pelas DCNs de 2014 para o Curso Médico, foi contemplado. Dessa maneira a ação também se destinou a desenvolver um mecanismo de socialização, capaz de aproximar as pessoas, que tinham um interesse em comum, catalisando a construção de conhecimentos. A metodologia ativa utilizada e o fato dos temas partirem do interesse coletivo, facilitaram o desenvolvimento das ações. Dessa maneira os acadêmicos perceberam que os frequentadores participaram ativamente do grupo. Participantes também relataram que a prática de atividade física se incorporou aos seus hábitos diários, deixando de ser apenas uma atividade realizada no momento do grupo. Usuários do SUS relataram que a partir do estimulo e do entendimento de sua relevância, o hábito saudavel passou a ser incorporado em suas rotinas cotidianas. Foi possível observar que a participação dos membros da comunidade nesses espaços ajuda na promoção um estilo de vida saudável e contribui para a ampliação do Modelo Tradicional Biomédico para o Biopsicossocial.
Dessa maneira o bem estar físico e mental das pessoas é estimulado, além de serem estimuladas a serem protagonistas em seus tratamentos.
Os participantes consideraram como positiva a ação de Promoção à Saúde realizada no território da ESF.

Referências:
GRUPO HIPERDIA: FERRAMENTA DE PROMOÇÃO DE SAÚDE EM UMA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA.
Disponível em:
https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://seer.unipampa.edu.br/index.php/siepe/article/view/30481&ved=2ahUKEwjX3JXUxKjkAhXEHbkGHUrUBHkQFjAPegQIBxAB&usg=AOvVaw2UsVUwPonK2zZKrPbxnB54
Consulta em 29 08 2019, às 14h 35min.