Motivação e emoção voltadas para a prática profissional do enfermeiro enquanto líder da equipe de enfermagem

7 votos

Arthur Guimarães Gonçalves dos Santos (1)

Junia Cordeiro dos Santos (2)

Eder Julio Rocha de Almeida (3)

O termo motivação é proveniente do latim movere, cujo significado é “mover”, sendo mencionado pela psicologia e em diversas áreas das ciências humanas para explicar as ações que impulsionam o ser humano à execução/ação, fazendo com que o indivíduo busque, através de impulsos, a possibilidade de chegar aos seus objetivos, estando diretamente ligada aos seus propósitos, necessidades e vontades. É uma das chaves para o entendimento da conduta humana, através do qual age sobre o pensar, a prudência, o sentimento e a execução. A motivação estará diretamente relacionada com o estado sentimental momentâneo do indivíduo enquanto sujeito, causando uma excitação no organismo, processo pelo qual denominamos emoção.

Correlacionando as definições de motivação e emoção nos contextos de saúde é possível perceber que é de extrema importância impulsionar a motivação dos profissionais nos ambientes de trabalho, bem como seu reconhecimento dentro de uma equipe multiprofissional, sendo estes motivos fundamentais no desenvolvimento apropriado e satisfatório do serviço dentro da instituição. Dessa forma, ressaltamos a relevância do profissional enfermeiro em estar alerta para a necessidade motivacional da sua equipe de trabalho. Portanto, faz-se necessário proporcionar ações que contribuam para esta motivação da equipe, bem como usar estratégias que venham ordenar o serviço e melhorar o ambiente de trabalho, proporcionando que a equipe de enfermagem cresça no seu trabalho, com qualidade, colocando em posição de destaque o bem-estar profissional para que seja proporcionado ao cliente/paciente um atendimento humanizado. Evidenciamos por último, mas não em menor importância que para a construção de uma equipe agradável, torna-se fundamental o conhecimento prévio sobre as competências, bem como debilidades das pessoas que compõem a equipe profissional, pois o estágio de satisfação e motivação de um indivíduo é uma questão que pode atrapalhar o equilíbrio e a estabilidade psicológica no ambiente de trabalho.

Em suma, a emoção é uma motivação básica que está na raiz de qualquer processo motivacional. Já a motivação é um sistema de leitura que faculta informações sobre o processo de adaptação; é um sinalizador que ajuda o sujeito a manter ou a redirecionar o comportamento e a ação, indicando o estado de satisfação ou frustração. Portanto, a motivação envolve um conjunto de técnicas que, quando bem articuladas possuem a capacidade de alterar os processos de emoção no indivíduo, sendo necessários alguns fatores ditos favoráveis, como ambiente de trabalho organizado, bons salários, carga horária de trabalho reduzida e cursos de capacitação através dos setores de educação continuada das instituições. Essa contribuição na formação de profissionais motivados, seguros e proativos possibilita alcançar metas e objetivos revestidos de significados pessoais. A automotivação é também uma questão pessoal e de atitude. Para manter-se motivado em níveis compatíveis com o desempenho esperado é essencial manter o firme compromisso pessoal nesse sentido, pois o ser humano é fortemente influenciado pelas suas emoções.

Dados dos autores:

1- Acadêmico do curso Bacharel em Enfermagem. Contato: guimarthur426@gmail.com

2- Enfermeira estomaterapeuta do município de Confins;

3- Enfermeiro da educação continuada da Vital Rede de Saúde de Belo Horizonte – MG.