Roda de conversa: “falando sobre a PNH”

10votos

Trabalho realizado na disciplina Humanização da Saúde, do Mestrado Profissional de Ensino na Saúde, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Alagoas (MPES-FAMED-UFAL).

Autoria:

Everson dos Santos Melo (Psicólogo CRP 15/3657/ Coordenador NASF da Sec. Mun. Saúde Palmeira dos Índios/, Mestrando em Ensino na Saúde – MPES-FAMED-UFAL)

Sérgio SeijiAragaki (coord.) – MPES-FAMED-UFAL

Cristina Camelo de Azevedo (coord.) – MPES-FAMED-UFAL

 

A roda de conversa foi realizada no dia 05/06/18 com doze profissionais das equipes do NASFAb (núcleo ampliado de saúde da família e atenção básica) do município  de Palmeira dos Índios – AL.

A realização dessa roda foi pactuada ao final da primeira roda de conversa realizada no mês anterior sobre “O trabalho no SUS e a humanização na saúde”, onde, ao final,  foi proposto pelos profissionais que esses momentos se tornassem periódicos.

Como no primeiro momento  foi iniciada uma breve discussão sobre a PNH, ficou definido, pelo grupo, que nesta roda  se conversaria mais sobre a política, tendo esta sido lida previamente pelos participantes.

A roda foi iniciada com um breve resgate do que ocorrera no primeiro momento, bem como das pactuações feitas, uma vez que agora havia profissionais que não tinham participado da primeira roda. Em seguida, foram colocados em discussão o (s) conceito(s) de humanização, evidenciando a perspectiva trazida pela PNH.

Também foram discutidos os pressupostos que fundamentaram a criação da PNH, seus princípios, método, diretrizes e dispositivos. Cada profissional trouxe seu ponto de vista acerca desses aspectos, com base na leitura realizada e nas experiências cotidianas. A partir dessa exposição de diferentes opiniões sobre a PNH, surgiram entendimentos sobre sua importância, mas também dúvidas sobre como colocá-la em prática.

O grupo, então, foi compartilhando suas idéias e (re) construindo algumas compreensões, refletindo sobre possibilidades reais e concretas para efetivação do que é proposto na PNH e, principalmente, sobre a importância desse espaço de escuta e discussão no contexto do trabalho como potente dispositivo para mudanças.

O encontro foi encerrado com a avaliação positiva dos participantes, que consideraram o momento importante para sua formação/atuação no SUS. Por fim, foram negociados o dia, hora, tema para ser discutido e o responsável para coordenar  a próxima roda de conversa, a ser realizada no mês seguinte.