EM ATO DE ACOLHER OS NOVOS PROFISSIONAIS RESIDENTES DE FORTALEZA

13 votos

Manhã e tarde de quinta feira (07/03), a Estratégia Cirandas da Vida, da Coordenadoria de Ensino, Pesquisa e Projetos Especiais (Ceppes), da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza (SMS), cumpriu o papel de acolher com “arte, cultura e saúde” os novos residentes de Medicina de Família e Comunidade, no turno da manhã e, no turno da tarde os residentes multiprofissionais. Foram dois momentos distintos e singulares com mistura de linguagens e vivências integrativas do repertório humano da educação popular em saúde.

Para os médicos optamos por vivências que simbolizaram uma imersão ao território e ao mesmo tempo a imersão ao “eu” que se desafia ao “nós”: nós território, nós comunidade, nós equipe, nós saúde coletiva, nós Sus, nós Brasil, nós humanidade.

”Pra começar nosso encontro queira se apresentar

Eu vou fazer a pergunta e a resposta você dar

Quem é você, quem é você? De onde veio e o que veio fazer?

E [email protected] eles se apresentaram após o ato vivencial de “Bater a mão, bater o pé para entrar na casa do Zé e bater o pé, bater a mão para entrar na casa do João … Mas você tem que lançar um olhar para alguém…

Mas você tem que afagar o cabelo de alguém…

Mas você tem que dar um abraço em alguém”…

“Um Grito de amor no silêncio da apatia” foi o texto compartilhado para gerar o diálogo do “eu” que se desafia a mergulhar nas águas mais profundas do “nós”.

Com os novos residentes multi, a vivência “Corredor do Cuidado, foi o caminho de acolher e ser acolhido, de se permitir ao cuidado do outro e da outra,  de confiar no grupo e de se lançar em incursão ao território para promover saúde e vida. As cantigas da educação popular em saúde embalaram o corredor do cuidado em ato e vivência:

Nesta roda de conversa

A prosa é multimisturada

Saberes não têm pressa

Se estamos de mãos dadas

Os olhares conectados

Corpo e alma e coração

Estamos sincronizados

Numa mesma dimensão

O movimento do cuidado

É a vida em profusão…

 

Nesta humilde residência

Se conjuga o verbo amar

Em tempos de violência

O melhor remédio é amorizar

Longe de nós prepotência

Para a paz se aproximar!

Somos [email protected] residentes

No ambiente território e lugar

Escutar é saúde inteligente

Contemplar é parte do cuidar

 

Cuidar de mim e do mundo

Cuidar do outro e da vida

Ir ao lugar mais profundo

Nesta vivência sentida

Aguas profundas do nós

Ouvir a voz da razão

E a razão é uma criança

Que renasce no coração

Abraçamos a esperança

De ser e viver em comunhão!

#educadorpoetaelias

#sintesescriativas

#arte #cultura #saúde

#residenciamedicadefamiliaecomunidade

#residenciamultiprofissionalemsaudedafamilia