ruiharayama

Santarém, PA

Membro desde: 22/05/2014   |   630 VOTOS

Sobre:

Mestre em Antropologia da Ciência e Tecnologia trabalhando em programas de avaliação e intervenção no campo da saúde e educação. Ativista e pesquisador sobre pesquisas farmacêuticas, ensaios clínicos e paradigmas científicos. Membro do Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade  

Interesses:

ética, antropologia, medicina

Formação:

Antropologia

Nesse dia das mães, um convite à reflexão

  A Política Nacional de Humanização, e a própria história da política, é perpassada pela necessidade de descontruir para reconstruir novos espaços e abordagens. Novas relações e inserções das usuárias nos serviços, novas lógicas do cuidado. Antes de falar, ouvir. Antes de ensinar, aprender. E é nessa troca que em todos os anos, nos dias […]

Como você afeta e é afetado pela pandemia? Convite para trocar no Cartas da Pandemia

Em um dia qualquer, acordo e vejo a janela. Em tempo de isolamento, meu mundo é a tela, passeio pelos olhos andando e pulando de nuvem em nuvem. Mesmo que trabalhando com saúde, nem todos estão nessa resposta biológica encapuzado como se em guerra. É dever nosso pensar em como afetamos e somos afetados nessa […]

APONTAMENTOS SOBRE A LEI 12.935/2019 : um convite à troca e diálogo

Com a promulgação da Lei 13.935/2019 o papel da psicologia e da assistência social na Educação Básica tornou-se obrigatória. E esse é um debate que sempre traz muitas nuances e discussões. Qual o papel desse profissional? Qual o papel da intersetorialidade? Ao longo de 2020, o Fórum sobre Medicalização da Educação e da Sociedade passou […]

Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas – há evidências! E precisa?

As Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas fazem parte do Sistema Único de Saúde desde 2006, por aqui chamamos elas de PICS (Práticas Integrativas e Complementares de Saúde). Apesar de estar em voltas com debates sobre supostas validades ou não científicas, a incorporação dos sistemas médicos tradicionais faz parte da estratégia de inserção dos serviços de […]

#DesocupaEscola! Porque precisamos qualificar o debate sobre o retorno às escolas?

    Chegamos em Agosto, e como diz o ditado popular, é o mês do desgosto. No Brasil, o debate público tem sido tomado pelo retorno da escola. O texto de Julián Fuks, nos lembram de um detalhe: porque retomamos o shopping e não as escolas? Antes de entrar nessa discussão é preciso reiterar para […]

CORONAVÍRUS, CULTURA, MEDICALIZAÇÃO E NECROPOLÍTICA

    Uma das coisas mais complexas desse 2020 (e olha que a concorrência é grande) é dar uma visitada no desenrolar do coronavírus no mundo, a partir do Brasil. Se eu tivesse mais empatia pela humanidade, daria um ótimo tema para a tese. Sim, esse é um textão de mais uma pessoa formada em […]

O que pode um medicamento? Relato do VII Congresso Brasileiro de Uso Racional de Medicamentos

  Philippe Pignarre se pergunta, há muito tempo, sobre o caráter dúbio disso que é ao mesmo tempo um produto biológico e social.  “O que é um medicamento?” Afinal, como lembra Eduardo Vianna Vargas, o que difere uma droga ilegal, da legal e do alimento é a ciência e a moral de cada tempo. Alguma […]

Uso Racional dos Medicamentos: vamos discutir isso juntos?

Ocorre nos dias 10, 11 e 12 de Dezembro o VII Congresso do Uso Racional de Medicamentos em Brasília.     Organizado pelo Comitê Nacional de Promoção de Uso Racional de Medicamentos  nessa edição o debate que permeia o tema do congresso, que é a interprofissionalidade, será impacto por novas estéticas de discussão. Convidamos pesquisadores […]

8+8 e mais o quê? Quem controla o controle social?

Dia 4, domingo à noite, chego em Brasília para participar da 16° Conferência Nacional de Saúde, a 8 +8. Durante o percurso, pelo whatsapp, detalhes das falas de ministros e representantes iam sendo repassadas para mim. Quem tiver interesse em saber detalhes jornalísticos pode procurar a incrível cobertura do SUS Conecta. Mas o que quero […]

1° de Maio. Trabalhadorx, você sustenta ou é sustentadx pelo sonho do SUS?

  Quase dez da noite de um feriado. Assim como tantos outros trabalhadores e trabalhadoras da saúde inicio uma jornada de trabalho. Uma atividade que não está prevista na minha ficha de produção, mas que justifica quase que de forma integral a minha existência dentro do sistema. “Se não me deixarem criar, eu saio da […]