Caps III completa cinco anos sendo referência em Joinville

13votos

caps5anos.jpg

Fundado em 15 de Setembro de 2008 dentro da mesma diretriz política da Reforma Psquiquiátrica Brasileira, fundamentada na Luta Antimanicomial e lei 10.216 de 2001, o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) III, da Secretaria da Saúde de Joinville, completou 05 anos em 15/09/2013, e continua se destacando como referência em Saúde Mental para Santa Catarina e outros Estados do Brasil.

As pessoas até então tinham como destino os Hospitais Psiquiátricos de Curitiba ou Florianópolis com internações de caráter segregacionista. O CAPS rompeu a visão manicomial e oferece atenção a pessoas em sofrimento psíquico intenso, apresentando geralmente situações que envolvem as depressões severas  a bipolaridade e a esquizofrenia.

Hoje, as pessoas em sofrimento psíquico são tratados dentro de uma política pública  que busca a reabilitação psicossocial envolvendo  uma equipe multidisciplinar formada por agentes de saúde pública, auxiliares administrativos, assistentes sociais, educadora física, enfermeiras, técnicos em enfermagem, psicólogas, terapeutas ocupacionais, farmacêutica, psiquiatra e alguns voluntários e estagiários que desenvolvem oficinas específicas.

Atividades para ocupar o dia todo

O CAPS III 24 Horas, Dê Lírios, atende moradores da Zona Norte a partir de 18 anos com transtornos mentais severos, e também no acolhimento tipo Porta Aberta em caráter permanente (24 horas) para hospitalidade noturna ou fim de semana em casos de surto. A sede é na rua Tubarão, 128, bairro América.

A coordenadora do Caps III, Ana Lúcia Alves Urbanski, explica que, no dia a dia, os pacientes chegam cedo, passam o dia envolvidos em várias atividades individuais ou em grupo, acompanhamento terapêutico, eventos sócio-culturais, oficinas terapêuticas e convivências, e voltam para casa à noite. “A intersetorialidade e o matriciamento também são estratégias de cuidados.”

Joinville é referência na atenção a pessoas em sofrimento psíquico com uma cobertura considerada muito boa. Ao longo de seus cinco anos, a partir de 2008, já realizou mais de mil atendimentos numa média 45 atendimentos por dia.

Saiba Mais

Serviços na atenção psicossocial

CAPS III 24 Horas (Centro de Atenção Psicossocial) Dê-Lírios: Atende adultos  moradores da zona Norte da cidade, com sede na rua Tubarão, 128, bairro América. Joinville-SC
Telefone: 3423-0245

CAPS II (Centro de Atenção Psicossocial) Nossa Casa: atende adultos residentes na Zona Sul da cidade, expediente das 7 às 18 horas, na rua Rua Pernambuco Nº 115. Joinville-SC.
Telefone: 3422-7161

PAPS (Pronto Acolhimento Psico-Social): acolhe demanda livre ou encaminhada de pessoas com transtorno mental. Dá o primeiro atendimento e encaminha para a atenção básica ou CAPS. Atende das 7 às 18 horas na rua Engenheiro Niemeyer, 300. Joinville-SC.
Telefones: 3433-9659 e 3433-5902.

CAPSi (Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil) Cuca Legal: Voltado para crianças e adolescentes de 10 a 18 anos com transtorno mental grave. Funciona das 7 às 18 horas na rua Alexandre Schlemm, 275.Joinville-SC.
Telefones: 3422-7636 e 3432-3602.

CAPS AD (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas): Para adultos   com problemas decorrentes de uso de álcool e outras drogas. Atende das 7 às 18 horas na rua Plácido Olímpio de Oliveira, 1.489, bairro Anita Garibaldi.
Telefones: 3423-3367 e 3445-2305. Joinville-SC.

SOIS (Serviços Organizados de Inclusão Social):  Centro de Convivência voltado para maiores de 16 anos com transtorno mental em tratamento na rede pública de saúde e encontram-se estabilizados. Atende na rua Aracaju, 1.368, bairro Santo Antônio.
Telefone: 3438-3564.

Texto adaptado de http://ndonline.com.br/joinville/noticias/103021-caps-iii-completa-cinco-anos-sendo-referencia-em-joinville.html

Outras informações acesse: www.folhadelirio.com.br