Sobre a Saúde e o Trabalho na Atenção Básica.

12votos

O SUS, (Sistema Único de Saúde) desde a sua implementação até hoje, passados mais de 20 anos, ainda existem muitos desafios a serem enfrentados.

Assim sendo percebe-se a necessidade de novas propostas; como um exemplo temos a importância de priorizar a saúde do indivíduo no contexto familiar, e não a sua doença isoladamente. Diante disso a atenção básica oferecida nas localidades e adaptada à realidade dos usuários, por uma equipe multiprofissional, pode ser considerada uma forma de otimizar os atendimentos no Sistema Único de Saúde.

Entende-se, porém que para haver atendimento de qualidade, a equipe multiprofissional precisa estar envolvida nessas novas propostas e ser autora/coautora na construção e elaboração dos planos de cuidados. Desta forma a PNH (Política Nacional de Humanização) traz uma abordagem que visa o trabalho como fonte de criação, aliando o conhecimento acadêmico aos saberes adquiridos pela experiência.

Com essa melhor promoção da saúde, o cuidado amplia-se, atingindo também seus profissionais (cuidar da saúde do usuário e do cuidador).

E assim se faz fundamental a autonomia do trabalhador, quando este deixa de ser um mero executor de tarefas, para se tornar gestor de suas atividades, logicamente seguindo as normas apropriadas para tal.

 

 

Autores: Adan Lindner e Lucas Cardias

 

Cadernos HumanizaSUS

 

 

 

Volume 2

 

Atenção Básica

Artigo 3: Saúde e Trabalho: Experiências da PNH e a Atenção Básica

Fábio Hebert da Silva

Maria Elizabete Barros de Barros

Rafael da Silveira Gomes

Serafim Barbosa Santos Filho

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_humanizasus_atencao_basica.pdf