3ª Semana de Formação Docente Unoeste compartilha experiências de curricularização, com foco na PNH.

12 votos

A 3ª Semana de Formação Docente da Universidade do Oeste Paulista, UNOESTE, está sendo realizada neste período que antecede o início das aulas do 2º semestre, com ampla programação. Uma das atividades desenvolvidas no dia 04 08 2022 esteve relacionada ao “Compartilhamento de Experiências da Curricularização da Extensão dos diferentes campi da UNOESTE. Professores ligados à Atenção Primária à Saúde, dos Cursos de Medicina de Guarujá, Jaú e Presidente Prudente tiveram a oportunidade de expor para a comunidade docente como estão colocando em prática a Resolução Número 7, de 18 12 2018, do Conselho Nacional de Educação. Essa Resolução determina que as atividade de extensão deverão compor, no mínimo 10% do total da carga horária curricular estudantil dos Cursos de Graduação, as quais deverão fazer parte da Matriz Curricular dos Cursos.

Os currículos, na UNOESTE estão conectados com as demandas sociais e do mercado de trabalho. A educação, na nossa Instituição de Nível Superior, é considerada pelos docentes como um instrumento de enfrentamento dos desafios contemporâneos, sendo utilizada para resolver problemas que emergem da realidade em constante mutação. É muito importante que o futuro profissional médico esteja consciente das transformações que a sua atividade pode provocar nos cenários de práticas e na comunidade com a qual interage, como membro das equipes interprofissionais, nas Unidades de Saúde. A Política Nacional de Humanização (PNH) existe desde 2003 com a finalidade de efetivar os princípios do SUS no dia-a-dia das práticas de atenção e gestão. Os Professores do Curso de Medicina da UNOESTE estimulam a qualificação da saúde pública nos municípios de Presidente Prudente, Jaú e Guarujá, incentivando trocas solidárias entre gestores, trabalhadores e usuários. A PNH está presente em todas as atividades realizadas pelos estudantes da UNOESTE, sendo inserida em todas as políticas e programas do SUS realizados nas Unidades de Saúde, a partir da parceria Academia-Serviço firmada entre a Universidade e as Secretarias de Saúde dos municípios citados. Os Facilitadores estimulam estudantes, por meio de Metodologias Ativas de Ensino e Aprendizagem a criar Planos de Ação relacionados a promover mudanças que proporcionem uma melhor forma de cuidar e novas formas de organizar o trabalho nas equipes das Unidades de Saúde. Em todas as experiências de Curricularização expostas pelos docentes dos 3 campi da UNOESTE ficou implícito que a humanização corresponde à valorização dos usuários, trabalhadores e gestores no processo de produção de saúde. Professores palestrantes deixaram muito claro que valorizar os sujeitos é oportunizar uma maior autonomia, a ampliação da sua capacidade de transformar a realidade em que vivem, por meio da responsabilidade compartilhada, da criação de vínculos solidários, da participação coletiva nos processos de gestão e de produção de saúde.

A extensão está inserida na Matriz Curricular dos Cursos da UNOESTE, nos Planos de Desenvolvimento Institucional (PDIs) e nos Projetos Políticos Pedagógicos de todos os Cursos da UNOESTE. Ela é documentada, registrada e avaliada em nossa Instituição de Ensino Superior (IES) e já podemos observar os impactos sociais e acadêmicos das atividades extensionistas propostas pelos nossos docentes. Nossa Política de extensão fortalece a dimensão acadêmica e cidadã articulada com o ensino e com a pesquisa.