Sobre:

Psicólogo de orientação analítica, com especialização em saúde mental e justiça e psicomotricidade. Apoiador formador da Política Nacional de Humanização do SUS no Pará e Coordenador do Caps Tauá - PA.

Interesses:

Mudança do modelo de atenção e gestão do SUS no Brasil.

Formação:

Psicólogo

A Dor não tem Mês e nem Cor!

O dia 10 de Setembro – Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, foi criado pela OMS em 2003, com o objetivo de promover reflexões e abordagens ativas para redução desse agravo no mundo. Entretanto, nos últimos anos, estamos assistindo a ocupação dessa importante agenda por um reducionismo mercadológico que se nutre da necropolítica em detrimento […]

Violência Terapêutica e Iatrogênias Psicossociais: Um ensaio sobre Libertação

Seria redundante promover relato de experiências sobre o que está posto historicamente acerca das instituições totalitárias. Mesmo diante do fantasma do hospício que vive a nossa espreita. Todavia, precisamos reconhecer que os mais de 300 anos de uma era manicomial não permitiriam passar incólume ao advento da Reforma Psiquiátrica no Brasil. Falamos aqui de um […]

A Pandemia dos Incautos: Um Ensaio sobre a Incredulidade Humana

A PANDEMIA DOS INCAUTOS: UM ENSAIO SOBRE A INCREDULIDADE HUMANA Paulo Fernando Macieira Peixoto Filho   RESUMO O presente artigo é um convite à reflexão acerca do comportamento humano em tempos de incertezas. Para tanto traça reflexões que ajudem na compreensão do fenômeno da negação e da incredulidade do homem frente a uma ameaça que […]

Campanha Fica em casa Caps Tauá !

Caps Tauá e o compromisso com a sociedade! O Caps Tauá é um serviço especializado na atenção psicossocial as pessoas com transtornos mentais graves, severos e persistentes. Em 09 anos de existência tem em seus registros aproximadamente 1.500 usuários acolhidos, sendo maior parte de pessoas da nossa cidade, mas também atendendo pacientes dos municípios vizinhos […]

Bloco Bilé da Cuca: De Barbacena para o Tauá, pela liberdade hei de lutar!

 Olá! O CAPS Tauá está de volta à rede HumanizaSUS! Entendemos que o caps deve ser uma extensão de nossa vida cotidiana e que as ações e projetos da política de saúde mental devem igualmente acompanhar o que fazemos na sociedade. Assim deve ocorrer com o calendário de eventos que fazem parte de nossa realidade […]

A Borboleta e o Manicômio: Desafios da Politica Nacional de Humanização no campo da Saúde Mental

O que pra você é lagartixa, Pra mim é borboleta, O que pra você é razão Pra mim é coração.   O que pra você é loucura, Pra mim é felicidade, O que pra você é reforma, Pra mim é prisão.   O que pra você é desinstitucionalização, Pra mim é desamparo, O que pra […]

Bloco Bilé da Cuca

O Caps Tauá está de volta a Rede humaniza SUS trazendo a alegria do Bloco Bilé da Cuca de Santo Antonio do Tauá-Pa para as vias da inclusão. Bloco trouxe para avenida em seus dois primeiros anos personagens icônicos da reforma psiquiátrica brasileira, tais como Nise da Silveira e Artur Bispo do Rosário, entretanto entendemos […]

HumanizaSus Caps Ad de Santa Izabel do Pará

Olá! Quem é o usuário de drogas para você? Essa é uma pergunta que venho fazendo há tempos em diversos espaços de cuidado. Infelizmente a representação social que paira sobre o usuário de substâncias psicoativas o reduz quase sempre ao estatuto da marginalidade. Vagabundo, maconheiro, bandido, lixo, são apenas alguns dos adjetivos atribuídos a essas […]

Bloco Bilé da Cuca

Olá! Uma das funções mais importantes de um Caps é a de aproximar o serviço da vida da cidade. Nesse sentido estamos sempre nos utilizando do calendário anual de eventos e datas comemorativas como instrumento de inclusão social. Com o início de cada ano a primeira grande agenda é sempre o carnaval enquanto expressão de […]

VI Oficina de Construção do Projeto Terapêutico Humanizado – PTH do Caps Tauá

  Ao longo da história das relações sociais uma das características mais marcantes do homem foi a necessidade de controlar seu meio e o outro. Essa condição é uma marca antropológica carregada por nós, que se dá no cotidiano das relações sociais. Organizamos nossas vidas a partir de hierarquias de poder. Da infância a velhice, […]