Nostalgia: Entre a dor e a coragem

10 votos

Nas voltas por este prédio, de corredores tão frios

Memorias dos primeiros dias ainda me dão calafrio

Sustentam minha esperança, são aguas neste meu rio.

Mas o tempo que passa voando, e nos ensina no cotidiano

Transforma relações, tecnologias e vidas

Nos que deveras nascemos junto com o SUS

Quando o sonho maior era construir e consolidar politicas publicas

Somos  convidados a nos manter acordados

Mas se a nossa presença não te inspira atitude

E se  queres tirar de nos o prazer de estar aqui

Te asseguro ser impossível

Pois mesmo da dor sentida

Há força a ser extraída

E se esta dor  não pode e não deve ser negada

Serei diante dela resistente e jamais capturada.

 

Auriceia Costa